nsc
nsc

Sem dinheiro

Posto da PRF em Blumenau só deve mudar de endereço em 2022

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
31/05/2021 - 09h23
Transferência da estrutura aguarda previsão de orçamento em 2022
Transferência da estrutura aguarda previsão de orçamento em 2022 (Foto: Patrick Rodrigues, BD, Santa)

O posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-470, em Blumenau, só deve mudar de endereço em 2022. A estrutura da corporação, instalada em frente ao Norte Shopping, perto do complexo da Mafisa, aguarda transferência para Indaial. Porém, com o dinheiro curto para as obras de duplicação, a construção da nova unidade aguarda inclusão de verba no orçamento de 2022.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

No local onde está, o posto da PRF impede o avanço de um pequeno, mas importante trecho da duplicação. É onde o trânsito fica mais lento devido às interseções com vias do bairro Itoupavazinha e com o complexo da Mafisa. Conforme o projeto da BR-470, a sede da PRF será transferida para o Km 73, em Indaial, já a caminho de Rodeio. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) é o responsável pela alteração.

> Para a duplicação da BR-470, 2021 já é quase um ano perdido.

Porém, os cortes no orçamento do governo federal para a duplicação e a incerteza quanto ao investimento de R$ 200 milhões do Estado na obra deixaram a mudança em suspenso. De acordo com a assessoria do DNIT, a execução da obra depende da previsão orçamentária para 2022.

Leia também

> João Amin promete destravar projeto da BR-470 na Alesc.

> Vetos de Bolsonaro cortam metade da verba federal prevista para a duplicação da BR-470.

> Entenda como o Estado planeja injetar dinheiro na duplicação da BR-470.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas