nsc
    nsc

    APOIO POLÍTICO

    Três candidatos a prefeito de Blumenau nas Eleições 2020 acumulam maior poder de fogo

    Compartilhe

    Evandro
    Por Evandro de Assis
    29/08/2020 - 10h00
    Candidatos começam a ser escolhidos pelos partidos políticos na segunda-feira
    Candidatos começam a ser escolhidos pelos partidos políticos na segunda-feira (Foto: Patrick Rodrigues)

    Três pré-candidatos a prefeito de Blumenau chegam à primeira semana das convenções partidárias com maior musculatura para montar as chapas das Eleições 2020. Mário Hildebrandt (Podemos), João Paulo Kleinübing (DEM) e Ricardo Alba (PSL) conseguiram atrair a maioria dos partidos com assento na Câmara de Vereadores.

    > Receba notícias por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    Os atuais parlamentares são cabos eleitorais importantes, porque dispõem de maior estrutura para as campanhas e, em muitos casos, comandam os partidos que representam. Ainda mais numa eleição curta e sem aglomerações devido à Covid-19.

    Candidato à reeleição, Hildebrandt tem ao seu lado o PSDB (3 vereadores), o Solidariedade (3), além do próprio Podemos (1). Kleinübing conta com os dois parlamentares do DEM, mais um do PP. Apoiarão Alba o Patriota e, provavelmente, o Cidadania — um vereador cada. Sobram Cezar Cim, do PDT de João Natel, Adriano Pereira, do PT de Ana Paula Lima, e Ailton de Souza, do PL de Ivan Naatz.

    Tudo isso descontada a possibilidade de mudanças em cima da hora, o que não é exatamente raro, e traições durante a corrida eleitoral. Analisando nome a nome, algumas das alianças serão complicadas de fazer valer na prática.

    Convenções em Blumenau

    Dentre os partidos com pré-candidatos a prefeito, Podemos, PT e PL ainda não anunciaram data para as convenções. O primeiro a anunciar a chapa será o Novo, de Odair Tramontin, às 9h30min de segunda-feira (31). Mesma data agendada pelo PDT, mas o partido avalia adiar.

    O DEM marcou a convenção para o feriado do dia 2, quarta-feira. No dia seguinte será a vez do Avante, de Wanderlei Laureth. O PSL programou para 7 de setembro.

    Por causa da pandemia, as reuniões serão atos pro forma. Nada de palco, plateia e festa. A largada da campanha será no território em que a briga por votos deve ser mais quente: a internet.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas