nsc
nsc

Negócios

Empresa de TI abre filial na Califórnia e investe R$ 8 milhões em nova sede em Blumenau

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
02/07/2022 - 10h00
Prédio de 3,5 mil metros quadrados está em fase final de construção na Rua Itajaí
Prédio de 3,5 mil metros quadrados está em fase final de construção na Rua Itajaí (Foto: Divulgação)

Mais uma empresa de tecnologia de Blumenau caminha a passos largos rumo ao mercado internacional. Fundada em 2011, a PremierSoft, que desenvolve sistemas e aplicativos móveis sob demanda, abriu uma filial em Santa Monica, estado da Califórnia, nos Estados Unidos. É o primeiro – de outros que virão – escritório da companhia fora do país.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O vice-presidente de internacionalização, João Paulo Ros, diz que o planejamento da PremierSoft prevê um aumento da receita vinda dos Estados Unidos, onde a empresa já tinha contatos. A unidade terá foco comercial, para captação de novos clientes. Mas o executivo não descarta a possibilidade de ter uma equipe de desenvolvimento – trabalho hoje concentrado na unidade de Blumenau – lá no futuro.

A PremierSoft havia considerado a Áustria para iniciar esse plano de internacionalização, revela Ros. A escolha pelos Estados Unidos, porém, não esfria as pretensões da empresa de avançar em novos mercados. Europa, Ásia e Oceania estão no radar de médio prazo.

— A ideia é ter uma PremierSoft em cada continente — projeta.

A unidade americana reunirá uma equipe de cerca de 10 pessoas. Hoje a PremierSoft tem 160 funcionários. Parte deles fica diretamente alocada diretamente nos clientes atendidos. Embora não abra o faturamento, Ros diz que a empresa cresceu sete vezes em 2021.

Sede própria local

Além da expansão para o mercado americano, a PremierSoft também está em vias de concluir a construção de uma nova sede em Blumenau. Trata-se de um prédio de três andares e 3,5 mil metros quadrados de área na Rua Itajaí, próximo ao Complexo do Sesi, que deve ficar pronto em setembro.

A futura sede está projetada para abrigar 500 pessoas, com espaço para uma ampliação que pode dobrar este número até 2026, adianta Ros. Com investimento de R$ 8 milhões, a estrutura contará com café, refeitório, carregadores para patinetes elétricos, estacionamento subterrâneo e salas de jogos e treinamentos.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Havan e Hang são cobrados na Justiça por suposta dívida de aluguel; empresa nega irregularidade

Têxtil de Pomerode abre nova fábrica em Mirim Doce e mira outra em São Bento do Sul

Startup de Blumenau assina contrato com o Nubank

Projeto prevê a construção de dois galpões industriais gigantes em Blumenau

Obras no Quero-Quero em Blumenau preparam concessão do aeroporto à iniciativa privada

Em clima de campanha, Hildebrandt veste o figurino de cabo eleitoral de Moisés​​

Empresa de SP desiste de tentar comprar a Teka, de Blumenau​​​

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas