nsc
nsc

Negócios

Empresa que produz a Linguiça Blumenau retoma construção de nova fábrica em Pomerode

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
11/05/2022 - 07h27
Olho espera concluir as obras até o fim deste ano
Olho espera concluir as obras até o fim deste ano (Foto: Divulgação)

A Olho, fabricante de produtos embutidos e defumados, entre eles a famosa Linguiça Blumenau, retomou a construção da nova fábrica em Pomerode. O investimento começou a ganhar corpo em 2019, mas ficou em banho-maria nos últimos dois anos com o estouro da pandemia de coronavírus. Agora a empresa retomou o projeto com força total e espera ter tudo pronto até o fim de 2022.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A nova planta terá mil metros quadrados, o dobro da atual. A capacidade de produção será de até 100 toneladas por mês em único turno. Hoje a produção mensal gira em torno de 40 toneladas. Somando a ampliação física, a modernização de equipamentos e tecnologia, o aporte será de cerca de R$ 8 milhões.

Com o investimento, a Olho quer, além de aumentar a produtividade, abocanhar também novos mercados. Os sócios Luiz Antonio Bergamo e Rolf Konell Jr. falam em triplicar o faturamento depois que a nova fábrica for inaugurada. A estratégia de crescimento também passa pela criação de novos produtos. Para 2022, a projeção é que as vendas subam 25%.

Fundada em 1934, a marca também fabrica, além da Linguiça Blumenau – carro-chefe que responde por cerca de 60% do faturamento –, salsichas branca e vermelha, linguiça patê e linguicinha húngara. O plano de crescimento inclui o desenvolvimento de novos salames.

Hoje a empresa está presente em cerca de mil pontos de venda, concentrados principalmente no Vale do Itajaí e no Litoral catarinense. A meta é alcançar 1,2 mil até o fim do ano. O planejamento inclui buscar novos clientes em outras regiões do Estado e também no Paraná e em São Paulo.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também​​

WEG planeja investimento milionário para ampliar fábrica de Blumenau​​

Honda monta fábrica em Santa Catarina

Havan capta R$ 550 milhões em primeiro movimento no mercado de capitais​

Venda de empresa de TI de Blumenau pode sair por mais de R$ 600 milhões

Rede de lojas vai fechar unidade em Blumenau e culpa alta de custos

Retirada de decoração revela "tesouro" escondido na Vila Germânica em Blumenau

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas