nsc
nsc

Ranking

Quais são as empresas de SC entre as 300 maiores do varejo no Brasil

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
27/08/2021 - 19h57
A Havan é a catarinense mais bem posicionada no ranking
A Havan é a catarinense mais bem posicionada no ranking (Foto: Jessé Giotti, BD)

Dezoito das 300 maiores empresas do varejo do Brasil em faturamento têm sede em Santa Catarina, mostra a edição 2021 de um ranking anual publicado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo. O levantamento indica que a Havan, rede de lojas de departamentos de Brusque, segue como a representante catarinense mais bem colocada, na 13ª colocação nacional, com vendas de R$ 10,5 bilhões em 2020.

​> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A empresa de Luciano Hang ultrapassou outra gigante do Sul, a Renner (R$ 10,3 bilhões), na lista, mas caiu duas posições em relação à pesquisa de 2020 – quando aparecia em 11ª. A liderança geral é do Grupo Carrefour, que registrou vendas gerais de R$ 74,4 bilhões no ano passado.

O ranking mostra o dinamismo do varejo catarinense. A líder Havan é uma rede de departamentos, mas também há empresas (veja a lista abaixo) dos setores supermercadista e atacarejo, saúde, construção civil, moda e móveis e eletrodomésticos. 

Uma curiosidade da lista é a Cia. Hering, que sempre foi considerada uma indústria – mas que hoje, devido ao seu modelo de negócios, está mais para varejista. Juntas, essas 18 companhias faturaram R$ 31,4 bilhões em 2020 e somavam, ao final do ano, quase 75 mil funcionários. Como muitas delas têm alcance nacional, muitas desses empregos são criados em outros estados.

Na comparação com o ranking de 2020, há duas novidades na relação: a Estrela 10, rede de eletromóveis com atuação via e-commerce que angariou a 238ª posição nacional, e a supermercadista Germânia, com atuação no Planalto Norte catarinense, que figura no 295º lugar.

Como é feito o ranking

O levantamento da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo considera as vendas totais como critério de posição. Para construir o ranking, a entidade leva em consideração dados declarados pelas empresas, dados publicados por entidades setoriais representativas, balanços contábeis e números publicados em veículos de comunicação de notória reputação. Em alguns casos, os números são estimativas feitas pela equipe técnica da SBVC.

Leia também

Indústria de Blumenau cria quase 500 novos empregos em julho; setor têxtil é destaque

Com quiosque e playground, nova praça Dr. Blumenau deve ser inaugurada em novembro

Furb vai vender terreno em Gaspar para pagar dívidas e reformar campus em Blumenau

Casarão histórico na Alameda em Blumenau vai abrigar escritório e bistrô

Blumenau vai tornar vacinação contra a Covid-19 obrigatória para servidores​​​​​

​​​​​​Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas