Fundada em Santa Catarina, a primeira micromalteria do Brasil encerrou as atividades. A Malteria Blumenau fez o anúncio neste sábado (10), colocando um ponto final em uma história de quase 10 anos.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Em uma publicação nas redes sociais, a empresa atribuiu a decisão aos altos custos de fabricação em pequena escala, que trariam “dificuldade em competir com o mercado brasileiro de malte e com os maltes importados”, de acordo com o comunicado.

Pioneira na produção de maltes especiais, a Malteria Blumenau chegou a ampliar a capacidade de fabricação de 12 para 100 toneladas por mês em 2020. A planta instalada na cidade ainda teria potencial para chegar a 170 toneladas mensais.

Apesar da decisão, o sócio-proprietário do negócio, Rodolfo Rebelo, diz ainda acreditar no potencial da marca – o que deixa em aberto a possibilidade de alguma nova parceria para explorar esse mercado.

Continua depois da publicidade

Leia também

Blumenau tem mudança de última hora no primeiro escalão do governo

Parque da Nasa em Balneário Camboriú já tem data para abrir ao público

Fiesc coloca terreno gigante à venda em Florianópolis por R$ 20 milhões

Dono do parque dos dinossauros de Balneário Camboriú investe R$ 50 milhões em hotel

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado pelo WhatsApp

Destaques do NSC Total