nsc
nsc

História preservada

Primeiras imagens mostram como será o novo museu do cristal em Blumenau

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
01/02/2022 - 15h54
Expectativa é que o espaço esteja pronto para ser inaugurado em junho
Expectativa é que o espaço esteja pronto para ser inaugurado em junho (Foto: Divulgação)

Acabam de sair do forno as primeiras imagens internas do projeto do novo museu do cristal em Blumenau. A atração será construída anexa à fábrica da Mozart, na Rua Bahia. Terá dois pavimentos e as obras do térreo começam nos próximos dias. A expectativa é que a primeira etapa seja finalizada em dois meses. Tudo deve ficar pronto até junho, projeta Gabriel Vidigal, diretor da empresa que vem idealizando o espaço há mais de dois anos.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A ideia é que o primeiro piso tenha um grande painel com informações sobre a história do cristal no mundo, começando pela descoberta do vidro pelos fenícios, há mais de 2 mil anos. Na sequência, o público será transportado para Blumenau, cuja relação com o material iniciou na década de 1950 com a criação da Cristais Hering. O acervo estará disponível com textos em português e inglês.

Um outro painel vai detalhar os instrumentos de trabalho necessários para a produção do cristal. Além disso, um expositor mostrará quais elementos compõem o material. Para completar, uma cabine mostrará fotos animadas digitalmente, com som, no que será uma espécie de imersão em um túnel do tempo, promete Vidigal.

Por fora, a fachada fará alusão à casa onde nasceu e viveu o compositor austríaco Mozart, como a coluna já havia adiantado.

Veja mais imagens do projeto

Visitas guiadas

As visitas guiadas devem ser o principal chamariz do museu. Segundo Vidigal, um dos destaques serão as explanações sobre a evolução ao longo da história de taças de vinho e copos de cerveja. O passeio termina com degustações de espumantes, vinhos e cervejas em um bar temático no segundo piso. Crianças e abstêmios terão a opção de suco de uva.

Segundo o empresário, o museu também vai expor peças históricas sopradas em Blumenau. É uma forma de valorizar o trabalho dos artesãos locais em um dos poucos polos de produção artesanal do cristal puro que ainda se tem notícia.

— Será uma atração de entretenimento. Não será apenas para vender taças. A ideia é explicar e informar sobre o cristal — diz Vidigal, que prefere não abrir o valor do investimento que está sendo feito na obra.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Catarinense Buddemeyer mira meio bilhão de faturamento em 2022

Prazo da consulta pública do novo complexo prisional de Blumenau é prorrogado após dúvidas​

Reforma do Museu da Cerveja de Blumenau enfim é liberada, mas vai ficar mais cara​​

Quais empresas de Blumenau vão testar funcionários contra Covid em ambulatórios próprios

Dono da Villa Germania em Indaial compra a maior produtora de codornas do Brasil

Futura concessão da rodoviária de Blumenau avança com entrega de estudo de viabilidade

Catarinense Senior Sistemas prepara entrada na Bolsa de Valores​​​​

Mudança em lei pode dar fim à novela do Edifício América em Blumenau, diz advogado​​​​

Empresa de Blumenau é vendida por R$ 85 milhões a multinacional bilionária do Canadá​​​​​​

Marca Sulfabril é vendida e deve voltar ao mercado em 2022​​​​​​​​​

Antiga fábrica de centenária empresa de SC é comprada por R$ 37,5 milhões em leilão

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas