nsc
nsc

La Niña

La Niña também influencia a temperatura nesta primavera em SC

Compartilhe

Puchalski
Por Puchalski
06/11/2020 - 14h00 - Atualizada em: 06/11/2020 - 18h40
Geada sobre a maça ocorrida na última quinta-feira em São Joaquim
Geada sobre a maça ocorrida na última quinta-feira em São Joaquim (Foto: Carolina Oliveira)

Já escrevemos por aqui que o fim de 2020 é sob influência do La Niña. De maneira simples, este é um fenômeno de grande escala, ou seja, influencia diversas regiões do mundo. Basicamente quando temos o resfriamento das águas do oceano pacífico na linha do Equador e a intensificação dos ventos - chamados de Alísios - nesta região, temos o La Niña.

Para o Sul do Brasil, claro que incluindo SC, a maior influência é a redução dos volumes de chuva, sobretudo entre o final da primavera e início do verão. Isso já divulgamos.

> "Cenário é preocupante", diz secretário de Agricultura sobre estiagem em SC

> Entenda a diferença entre neve, geada, sincelo e chuva congelada

Porém, o La Niña também interfere no comportamento da temperatura ao longo da primavera. Esta é uma estação de transição, ou seja, ela começa a deixar para traz as características do inverno para trazer aos poucos o aquecimento que é tão normal do verão.

Nesta transição, a primavera se permite ter alguns dias frios. Frio da estação, ou seja, aquele restrito a madrugada e amanhecer. Isso é normal, só que na maior parte dos anos no início da estação.

> Cachoeira de rio “some” em Joinville com estiagem

> Como prevenir doenças respiratórias

Pórem, em anos do La Niña ainda temos do meio para o final da primavera a aproximação de massas de ar frio. E elas tem condições de trazer para a Serra tanto temperatura negativa quando formação de geada. Durante esta semana, tivemos tanto um quanto outro.

> Calor favorece mudança de hábitos alimentares

PODEREMOS TER GEADA ATÉ O FINAL DO ANO

Sim. Isso porque o La Niña seguirá influenciando o clima pelo menos até o início do ano que vem. Desta forma, ter geada em alguns poucos dias até em Dezembro não será surpresa. Essa condição para a fruticultura da Serra é terrível já que a geada nesta fase de desenvolvimento das frutas traz prejuízos para a produção.

Só chamo atenção que previsão de geada se faz com alguns poucos dias de antecedência. Por isso, é necessário ficar de olho na previsão do dia a dia. 

Leia mais

> Baleia jubarte salta e quase engole canoístas; veja o vídeo

> Menina de 11 anos desaparece no mar e bombeiros fazem buscas na Guarda do Embaú

> Homem é resgatado de helicóptero após pular de costão na Guarda do Embaú; veja vídeo

> Mulher pula de carro em movimento para escapar de assédio em SC; veja vídeo

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Mais colunistas

    Mais colunistas