nsc
nsc

Pandemia

Após recuo na matriz de risco, maior desafio de Joinville e região é evitar agravamento

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
30/10/2020 - 10h42
Em Joinville, 39 pessoas estão internadas em hospitais por causa da Covid-19
Em Joinville, 39 pessoas estão internadas em hospitais por causa da Covid-19 (Foto: Divulgação)

Após o recuo na matriz de risco na semana passada, o maior desafio de Joinville e região neste momento é permanecer na atual situação, sem agravamento na classificação. Um novo recuo para uma situação de menor risco é improváve a curto prazo. A Secretaria de Saúde de Joinville acredita que a regional Nordeste vai se manter em risco “alto” durante todo o mês de novembro, pelo menos, mas é preciso manter o alerta para evitar o agravamento. Assim, o recuo para risco “moderado” ainda está distante.

> O que abre e fecha no feriado de Finados em Joinville

> Barulho de motos em Joinville motiva preocupação da CDL

Em Joinville, a tendência de queda nos indicadores foi interrompida e as internações e média diária de novos casos de coronavírus chegou a subir na semana passada, ainda que em oscilação sensível. Mas em vez de tendência de melhora nos indicadores, a avaliação passou a ser de estabilização.

Joinville e região permaneceram durante dois três meses no nível “gravíssimo”, o de maior gravidade na matriz do governo do Estado. No final de setembro, a melhoria nos indicadores levou a classificação para “grave” e, na semana passada, virou risco “alto”, status confirmado na atualização desta semana.

A pontuação está em 1,75 e seria necessário baixar para 1 para chegar à situação de risco “moderado” na matriz, o nível de menor gravidade. Nenhuma das regionais de Santa Catarina está em risco “moderado” e mesmo quem está com menor pontuação, Alto Vale do Rio do Peixe e Carbonífera, está com 1,62, ainda distante para a mudar de patamar na escala.

Em comunicado nesta semana, a comissão regional para combate da pandemia nas regiões Nordeste e Planalto Norte recomendou mais fiscalização aos municípios. A observação foi feita porque houve piora em indicadores, com risco de volta para a situação “grave” nas próximas semanas.

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas