Edital lançado no mês passado pela prefeitura de Joinville para contratação de projetos de obras de infraestrutura viária até inclui viadutos, mas novas construções dessa modalidade, assim como de elevados, não estão nos planos da prefeitura de Joinville, pelo menos a curto ou médio prazos. O único elevado previsto é de outro projeto específico, contratado ainda em 2021. Dessa forma, o futuro contrato, agora em fase de licitação, deverá se concentrar em projetos de novas pontes – a inclusão dos viadutos foi para o surgimento de eventualidade: os projetos só serão executados, nesses casos, se a prefeitura mudar de ideia. O edital tem valor máximo de R$ 3 milhões.

Continua depois da publicidade

Clique para receber notícias de Joinville e região no WhatsApp

A posição preferencial na administração municipal no passado era de que o déficit de pavimentação era tamanho de que elevados não deveriam ser prioridade e, sim, o asfaltamento. O déficit caiu, ainda que em patamar elevado (são mais de 600 km sem pavimentação). No entanto, nas últimas duas décadas, os elevados continuaram em segundo plano com a alegação de que só devem ser construídos em locais em grande densidade de população, por causa dos impactos.

O único elevado em construção em Joinville, pelo governo do Estado, se encaixa nesse perfil pela localização na zona industrial. O único elevado previsto é para a rótula do Tecelão, nas imediações da Döhler, como obra integrante de duplicação de trecho da rua Dona Francisca. Ainda que o projeto executivo esteja praticamente concluído, a prefeitura não tem recursos para uma obra de R$ 100 milhões, incluindo as desapropriações.

Pela primeira vez, Joinville teve a venda de mais mil apartamentos novos em um só trimestre

Continua depois da publicidade

Novo elevado de Joinville tem, mais uma vez, nova data para ficar pronto

“Esquecidas”, obras do Mathias têm convênio ampliado até 2025; prazo terá de ser maior

Como será a ampliação de tradicional supermercado em Joinville

O que busca a representação sobre acordo da dívida do ônibus em Joinville

Câmara de Joinville aprova prazo maior para contratos de servidores temporários

“Sem padrão”, pavimentação comunitária ficou mais de um ano suspensa em Joinville

Destaques do NSC Total