A Beira-mangue está prevista na proposta do novo Plano Viário de Joinville, enviada pela prefeitura à Câmara há duas semanas. O projeto conta com 13 intervenções no eixo previsto para a avenida, entre ampliações em ruas existentes e novas ligações. No entanto, não há previsão de obras neste momento: a Beira-mangue foi mantida como uma diretriz de planejamento, não há obrigatoriedade de sair do papel. A estimativa de custo para a implantação proposta no plano é de R$ 375 milhões.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

No projeto do Plano Viário, Beira-mangue é tratada de forma mais conceitual, como um conjunto de vias entre as zonas Sul e Leste de Joinville. Não se trata de uma única avenida vizinha de manguezais. Uma das propostas é de abertura de uma ligação de 3,7 km, enquanto as demais são referentes às ampliações de ruas já existentes.

O novo acesso ao Espinheiros, pela Agostinho dos Santos, por exemplo, está no pacote, ainda que não esteja exatamente no traçado previsto pela Beira-mangue. As ampliações na rua Graciosa estão na mesma situação: as intervenções no entorno fazem parte do sistema viário envolvendo a futura avenida.

A Beira-mangue tinha previsão de avenida com mais de 12 km entre o Sul e Leste de Joinville. A ligação inicial era entre a ponte do Trabalhador e o aeroporto. A proposta foi ampliada e passou a ser mais conhecida como Eixo Ecológico Leste. Há trechos implantados, de forma fragmentada, em parte já existentes antes mesmo do projeto. A ponte entre os bairros Adhemar Garcia e Boa Vista faz parte do traçado.
A alegação para a avenida não ter sido implantada em toda a extensão é a tradicional na cidade, a falta de recursos para as desapropriações. De forma mais vaga, há queixas sobre dificuldades de licenciamento. A proposta do Plano Viário mantém a Beira-mangue no radar da prefeitura, ainda que a previsão legal não seja garantia de execução das obras.

Continua depois da publicidade

Foco de frente da BR-280 será busca de mais recursos federais

Em resposta aos MPs, prefeitura de Joinville defende lei municipal sobre recuos em obras

Joinville terá consulta sobre proposta para novo binário na zona Sul

Sargento Lima prevê candidato próprio do PL em Joinville em 2024

Plano Viário de Joinville quer exigir futuras redes subterrâneas a um metro de profundidade

Proposta de “condições especiais” temporárias às startups chega à Câmara de Joinville

Destaques do NSC Total