O novo contrato para implantação de mais lombadas físicas em Joinville vai demorar mais tempo. A licitação lançada no mês passado não teve empresas interessadas e foi considerada, portanto, deserta. Uma nova concorrência deve ser lançada pelo município – nesses casos, o edital pode passar por revisão. O contrato anterior era do segundo semestre de 2022.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

O edital que não teve apresentação de propostas previa a instalação de até 130 lombadas. A quantidade de redutores de velocidade a ser colocada vai depender da largura das ruas. O valor máximo da licitação era de R$ 730 mil. Os locais para a instalação dos dispositivos não são definidos no momento da licitação e, sim, durante o contrato, conforme a demanda do Detrans.

 Na lista de critérios para definir o local de instalação de lombadas em Joinville estão índice de acidentes significativo, ou risco potencial de acidentes, ausência de rampas em vias com declividade superior a 6% ao longo do trecho e ausência de curvas ou interferências visuais que impossibilitem boa visibilidade do dispositivo. Também é levado em conta o tráfego inferior a 600 veículos por hora durante os períodos de pico e existência de pavimentos em bom estado de conservação.

Transporte por barco em SP reduz tempo de viagem; Joinville tentou modal nos anos 2000

Continua depois da publicidade

Onde o mapa de Santa Catarina pode ficar maior

Nova modelagem no transporte coletivo em Joinville continua à espera da licitação

Mais uma vez, licitação para alargar praia em SC não tem contratação

Como Joinville está mudando relação com a Babitonga

Mais dois locais terão radares em Joinville

Representação sobre dívida com empresas de ônibus de Joinville é arquivada

Destaques do NSC Total