nsc
nsc

Imunização

Joinville reduz intervalo da 2ª dose da Pfizer nos novos agendamentos; plano estuda mais antecipações

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
14/09/2021 - 18h00
Quase 200 mil pessoas receberam a segunda dose ou a dose única em Joinville
Quase 200 mil pessoas receberam a segunda dose ou a dose única em Joinville (Foto: Divulgação)

Nos novos agendamentos para a aplicação da primeira dose da vacina Pfizer, contra Covid, Joinville está antecipando a marcação do horário para a segunda dose: em vez de três meses, o intervalo está sendo definido em oito semanas. A alteração está em vigor desde o início de setembro. O prazo para quem agendou anteriormente está mantido em 90 dias. 

> São Francisco do Sul torna vacina contra a Covid-19 obrigatória para servidores

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Joinville também havia reduzido o intervalo da AstraZeneca neste início de setembro, também nos novos agendamentos, mas voltou a ser adotado o intervalo de 12 semanas por causa do risco de falta de doses em número suficiente. O “retorno” ao prazo antigo vale para os agendamentos feitos a partir desta segunda-feira. O intervalo da Coronavac está mantido em 30 dias. A partir de outubro, há pretensão de antecipar a segunda dose das vacinas Pfizer e AstraZeneca para quem agendou há mais tempo.

O principal objetivo da antecipação da segunda dose é, evidentemente, completar o ciclo de imunização com antecedência para o maior número de pessoas. A Secretaria de Saúde de Joinville chegou a solicitar mais doses das vacinas para fazer a antecipação e, com isso, aumentar a proteção contra as variantes. Além disso, há a meta de concluir a vacinação antes do recesso do final do ano, o período de festas – no feriadão de 7 de Setembro, por exemplo, cresceu o número de ausentes nos horários marcados para a segunda dose.

Agora, o intervalo menor está sendo previstos nos novos agendamentos para a Pfizer, tanto para adultos quanto para adolescentes. No entanto, a manutenção do intervalo nos próximos agendamentos está condicionada à remessa de doses em quantidades correspondentes pelo governo do Estado. 

O plano de antecipação da segunda dose de quem agendou há mais tempo continua sendo montado pela Secretaria de Saúde de Joinville, com provável execução a partir de outubro. A aplicação deverá ser em blocos por faixas etárias. A mesma estratégia deverá ser utilizada na aplicação da terceira dose, está prevista para grupos prioritários.

Até agora, Joinville atendeu 196 mil pessoas com a segunda dose ou dose única. Ou seja, esse é o contingente da cidade que concluiu o ciclo da imunização. Como 395 mil pessoas com mais de 18 anos tomaram a primeira dose, ainda faltam quase 200 mil adultos para receber a segunda dose. Há também a demanda das pessoas com idades entre 12 e 17 anos, cuja vacinação, com primeira dose, está começando agora.

> Dez anos após interdição, ginásio de Joinville terá anúncio de reforma

> MPF faz recomendação sobre obra em calçadas em Joinville

> Repasses do Estado para rodovias federais devem se estender até julho

> Com mais rodovias estaduais, nova concessão no Norte até 2023 é incerta

> Joinville mantém sonho de contorno viário; proposta tem traçado de 73,5 km

​​> Decisão sobre área prevista para nova loja da Havan em Joinville é mantida

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas