nsc
nsc

MEDIDAS RESTRITIVAS

“Não tem necessidade de lockdown em Joinville”, diz Udo Döhler

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
13/07/2020 - 10h57 - Atualizada em: 13/07/2020 - 12h07
Udo Döhler faz cobrança ao Estado para abertura de mais leitos de UTI no Hospital Regional
Udo Döhler faz cobrança ao Estado para abertura de mais leitos de UTI no Hospital Regional (Foto: Salmo Duarte, Arquivo AN)

A possibilidade de lockdown em Joinville está afastada neste momento. “Não tem necessidade de lockdown”, diz o prefeito Udo Döhler, em manifestação no final da manhã desta segunda-feira (13). Mesmo que a pandemia do novo coronavírus venha a se agravar ainda mais, a prefeitura de Joinville acredita que há medidas intermediárias restritivas a ser adotadas antes de eventual lockdown, situação na qual são permitidas apenas atividades essenciais, em modelo semelhante ao aplicado pelo governo do Estado em Santa Catarina entre março e abril. "Temos margem de manobra", alega Udo.

> Com mais cinco mortes, Joinville chega a 56 óbitos por coronavírus; julho tem mais vítimas do que junho

> Sem previsão de hospital de campanha para coronavírus, Joinville quer ampliação de vagas na atual rede

O prefeito Udo também espera que o governo do Estado mantenha a autonomia das prefeituras na tomada de decisões sobre o enfrentamento do coronavírus. No final de semana, o colunista Anderson Silva adiantou a possibilidade de o Estado anunciar novas medidas.

Udo considera como "acertadas" as medidas tomadas pela prefeitura nas últimas semanas. Em dois decretos, foram determinados o isolamento domiciliar de idosos, uso obrigatório de máscaras nas ruas e limitação no horário de funcionamento de bares e restaurantes. Além disso, há convicção de que situação melhor ao final das duas próximas semanas, quando o frio será menos intenso. No entanto, o prefeito admite que a situação não é de “conforto”. “Mas poderíamos estar em situação melhor se o governo do Estado tivesse entregue os 20 novos leitos de UTI no Hospital Regional”, diz Udo. Os leitos devem ser ativados em agosto, mas há necessidade de contratação de pessoal.

PEDIDO DE LOCKDOWN

O Comitê Popular Solidário de Joinville divulgou carta pública com defesa do lockdown. A solicitação encaminhada ao prefeito foi motivada pelo avanço da pandemia em Joinville, em especial pela crescente ocupação de UTIs. O Comitê tem a participação de 25 entidades, entre sindicatos, coletivos, ONGs, partidos políticos etc.

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas