nsc
    nsc

    Reação

    Governo prepara restrições diante do avanço do coronavírus em Santa Catarina

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    12/07/2020 - 11h56 - Atualizada em: 13/07/2020 - 18h25
    Restrições estão sendo estudadas para o começo da semana em Santa Catarina
    Restrições estão sendo estudadas para o começo da semana em Santa Catarina (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom)

    O avanço do coronavírus em Santa Catarina leva o governo a preparar medidas de restrição. As medidas para todas as cidades devem ser anunciadas nesta segunda-feira. As informações são do colega da NSC TV Raphael Faraco. Segundo ele, estuda-se a restrições de eventos sociais e esportivos, incluindo o Campeonato Catarinense de futebol. A tendência é que haja uma regra para o Estado nesses setores. Ao mesmo tempo, aumentará a atuação estadual junto aos municípios.

    > Confira as novas restrições anunciadas pelo governo de SC

    Em relação aos eventos, o decreto assinado pelo governador Carlos Moisés da Silva no começo de junho estipulava a proibição até 5 de julho. Depois disso, a secretaria de Saúde trabalhava com a hipótese de prorrogar as restrições envolvendo cinemas, teatros, museus e atividades com público. Isso acabou não ocorrendo. A justificativa da pasta é que segue em vigor uma portaria de maio com proibição de aglomerações.

    Mas o cenário do coronavírus em Santa Catarina, aos poucos, gera uma mobilização no Executivo estadual. A descentralização das decisões para as prefeituras retirou do Estado o protagonismo nas ações, mas também fez com o governo diminuísse o comando sobre a gestão da pandemia.

    > O que foi o estrondo sentido em Blumenau e região nesta sexta-feira

    Desde a última semana, a secretaria de Saúde tem participado de reuniões com os prefeitos da Grande Florianópolis para discutir ações unificadas e a ocupação dos leitos de UTI. Um sinal de avanço diante da reclamação das prefeituras da ausência do Estado. 

    > Dia Mundial do Rock: entenda a data comemorada no 13 de julho

    Segundo informações do colega Raphael Faraco, o governo não descarta intervir nas regiões mais complicadas como a Foz do Rio Itajaí e a própria Grande Florianópolis. Os prefeitos devem ser chamados para conversar porque são os locais de SC que mais preocupam neste momento.

    Mensagem do procurador-geral do MP-SC é de março

    Uma mensagem que circulou por grupos de WhatsApp neste domingo em Santa Catarina foi desmentida pelo Ministério Público (MP-SC). O texto assinado pelo procurador-geral do MP-SC, Fernando Comin, comunica a suposta decisão do governo do Estado por fechamentos e restrições diante do coronavírus. O conteúdo, porém, é do mês de março, quando efetivamente o governador Carlos Moisés anunciou as medidas. Por isso, a mensagem nos tempos atuais é fake, como divulgado pelo MP-SC.

    Coronavírus em SC: números gritam por gestão da pandemia

    Painel do Coronavírus: veja em mapas e gráficos a evolução dos casos em SC

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas