nsc
    nsc

    Por mais tempo

    Florianópolis vai prorrogar restrições em estabelecimentos e espaços públicos por conta do coronavírus

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    08/07/2020 - 17h12 - Atualizada em: 09/07/2020 - 11h38
    Espaços públicos continuam com restrições aos finais de semana em Florianópolis (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom)
    Espaços públicos continuam com restrições aos finais de semana em Florianópolis (Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Secom)

    Foi prorrogado nesta quarta-feira (8) o prazo de restrições por conta do coronavírus em Florianópolis. Isso inclui a proibição de uso de espaços públicos aos finais de semana e a redução de atendimento em estabelecimentos comerciais. O decreto foi publicado no começo da noite, depois que a coluna anunciou o aumento de prazo das restrições.

    > Máscaras obrigatórias: entenda quando usar e como funciona a multa em Florianópolis

    Em reunião durante a tarde, os prefeitos da Grande Florianópolis decidiram que não farão novas flexbilizações até que o quadro de casos tenham uma redução na gravidade. Na Capital, os shoppings poderão funcionar durante os dias de semana, mas aos domingos devem ficar fechados. Bares e restaurantes vão continuar operando no formato atual, com horários diferenciados, mas liberados todos os dias da semana.

    No caso dos espaços públicos, seguirá em vigor a proibição de uso áreas como praças, parques e praias, além de locais como a Beira-Mar Norte, aos finais de semana. O prazo de prorrogação ainda não foi definido, mas pode ser por tempo indeterminado.

    Em 24 de junho, entraram em vigor regras restritivas para bares, restaurantes, academias, shoppings, galerias e espaços públicos. Seis dias depois, a prefeitura flexibilizou e autorizou a abertura de parte das atividades, que precisam agora atender protocolos de saúde. Estas regras continuam em vigor.

    > Florianópolis atinge 97% de ocupação nos leitos de UTI

    Ocupação de leitos em Florianópolis preocupa

    Em entrevista à CBN Diário, nesta terça-feira (7), o secretário de Saúde da Capital, Carlos Alberto Justus, manifestou preocupação com a ocupação de leitos de UTI na cidade. Segundo ele, "hoje nós temos 15 pacientes de Florianópolis em UTI e o restante é da região, mas nós temos uma projeção que em 15 dias vamos precisar de 45 leitos". Em reunião nesta quarta-feira, os prefeitos da Grande Florianópolis decidiram que vão ajudar o Estado de forma financeira para o aumento da capacidade de atendimento.

    > Painel do Coronavírus: veja em mapas e gráficos a evolução dos casos em Santa Catarina

    > Em site especial, saiba tudo sobre o coronavírus

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas