nsc
dc

Crime

Adolescente confessa envolvimento em morte de jovem na Serra de SC, diz delegado

Polícia pediu internação de adolescente e busca identificar outros envolvidos no crime

11/02/2021 - 18h10 - Atualizada em: 15/02/2021 - 14h18

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Jovem foi encontrada por moradores da localidade Assentamento 17 de Abril
Jovem foi encontrada por moradores da localidade Assentamento 17 de Abril
(Foto: )

O jovem suspeito pelo assassinato da adolescente, Ana Kemilli, de 14 anos, em Campo Belo do Sul, na Serra de SC, procurou a polícia na tarde desta quinta-feira (11) e declarou ter participado do crime. Ele tem 15 anos e havia sumido um dia após o desaparecimento da menina. Embora não tenha dado detalhes sobre o caso, durante o depoimento, a investigação acredita que o menor não agiu sozinho. 

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Segundo o delegado responsável pelo caso, Thiago Gomez, o garoto foi até a delegacia espontaneamente e confirmou o envolvimento com a morte da jovem, mas não mencionou a motivação.

- Ele (o suspeito) está bastante assustado, confuso e não relatou mais nada, não falou muita coisa. Disse que estava desaparecido por medo, mas não deu detalhes. A única coisa que a polícia acredita, é que ele não agiu sozinho - disse Gomez.

A jovem, que desapareceu na tarde da segunda-feira (8), após ter deixado as duas amigas com quem saiu em suas respectivas casas e seguido sozinha pelo percurso até sua residência, foi encontrada morta no início da noite de quarta-feira (10), por moradores da localidade Assentamento 17 de Abril, no interior da cidade. 

Ela estava amarrada em uma árvore e encoberta pela vegetação. 

Buscas ocorreram durante dois dias seguidos no interior de Campo Belo do Sul
Buscas ocorreram durante dois dias seguidos no interior de Campo Belo do Sul
(Foto: )

Ainda, de acordo com Gomez, a adolescente estava sentada e com mãos as amarradas, no momento em que foi localizada, mas não apresentava agressão física ou violência sexual aparentes, a olho nú. 

- Apenas a agressão nos punhos, que ela estava amarrada e com uma fita ou uma corda, no pescoço, o que também não exclui pra gente a hipótese de suicídio. A gente ainda não sabe exatamente a maneira (como morreu). Isso o laudo que vai nos dizer. 

> Dois PMs são afastados após homem desaparecer em SC

Os dois adolescente moravam na mesma comunidade. O suspeito está em liberdade, mas após análise dos elementos coletados desde o desaparecimento da menina, a polícia decidiu representar pela internação do jovem ainda nesta quinta-feira. O pedido será analisado pela Justiça.

Leia mais:

“Mulher espetacular, sempre feliz”, diz prima de vítima de feminicídio em Florianópolis

Histórias incompletas: o drama da busca por desaparecidos em Santa Catarina

Homem que estuprou menina de 12 anos alegando cura da insônia é condenado em SC

Desentendimento entre cliente e dono de churrascaria termina com tiros em Indaial

Colunistas