nsc
hora_de_sc

Investigação

Adolescente que se passou por médica é responsabilizada por uso de documento falso

Jovem de 17 anos usava crachá falso e foi denunciada por funcionários após tirar fotos dos procedimentos

10/06/2021 - 14h44 - Atualizada em: 11/06/2021 - 08h58

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Jovem foi descoberta por funcionários e denunciada à polícia
Jovem foi descoberta por funcionários e denunciada à polícia
(Foto: )

A adolescente que se passou por médica no Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis, foi responsabilizada por ato infracional análogo ao delito de uso de documento falso e usurpação de função. O inquérito policial foi concluído nesta semana. A defesa diz que ela é inocente.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

O caso será analisado pelo Ministério Público que vai definir os próximos passos do processo e encaminhar à Justiça a sua manifestação. 

A apreensão da adolescente aconteceu em maio deste ano. A jovem foi encontrada na unidade hospitalar pela Polícia Militar. Segundo a PM, ela estava uniformizada como profissional da saúde e tinha um receituário. 

Ela foi alvo de denúncias de funcionários do hospital após tirar fotos e gravar vídeos dos procedimentos realizados na unidade. Não foi revelado por quanto tempo a adolescente se passou por médica residente.

O delegado responsável pelas investigações, Júlio César Lima Feitosa, disse que a adolescente não revelou o motivo da ação em depoimento. Questionado se a jovem receitou medicamentos ou deu alta para pacientes, ele disse que a informação está em sigilo.

O advogado da adolescente, Renato Boabaid, diz que a cliente foi vítima de um golpe. Ele não deu detalhes do que aconteceu justificando que primeiro quer ter acesso ao inquérito.

Adolescente estudou enfermagem por um mês

A adolescente não tinha formação na área da saúde. Por meio de nota, a Unesc (Universidade do Extremo Sul Catarinense) informou que a jovem esteve matriculada no curso de Enfermagem por um mês. Ela estudou na universidade de 22 de março a 23 de abril deste ano.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) informou ao G1SC que a jovem não está matriculada na instituição. 

Leia mais

Roteiro de filme, R$ 2 milhões e três presos: sequestro em Balneário Camboriú mobiliza polícia

Operação internacional contra pornografia infantil prende duas pessoas em SC

Marido obriga mulher a fazer jantar e a ameaça com faca em São Miguel do Oeste

Tráfico internacional de drogas em portos de SC é alvo de mega operação da PF

Colunistas