nsc
hora_de_sc

Polícia

Adolescente que se passou por médica em Florianópolis tirava fotos dos procedimentos do hospital

Jovem foi apreendida na tarde de segunda-feira (31) no Hospital Celso Ramos

01/06/2021 - 17h51 - Atualizada em: 02/06/2021 - 10h40

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Hospital Celso Ramos
Hospital não informou por quanto tempo adolescente atuou na unidade
(Foto: )

A adolescente de 17 anos que se passou por médica residente do Hospital Celso Ramos em Florianópolis foi descoberta após tirar fotos e gravar vídeos dos procedimentos realizados dentro da unidade. Desconfiados, os funcionários chamaram a polícia. Ela foi apreendida na segunda-feira (31) após denúncias.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Segundo o delegado Júlio César Lima Feitosa, responsável pelas investigações do caso, a jovem usava um crachá com foto de uma médica e portava uma carteira de identificação de enfermeira. Os documentos tinham o mesmo nome e foto, mas alterações no sobrenome.

— Foram ouvidos os condutores da ocorrência e também testemunhas do setor hospitalar. Como se trata de uma adolescente, foram feitos os procedimentos de praxe que o Estatuto da Criança e do Adolescente determina por ato infracional — conta.

O delegado disse não poder dar mais detalhes por se tratar de uma adolescente. O juizado da Infância e Juventude e o Ministério Público foram notificados.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que a direção do Hospital Governador Celso Ramos acionou a Polícia Militar e tomou todas as demais providências ao flagrar a adolescente.

Não foi informado pela SES há quanto tempo a adolescente atuava na unidade e nem se ela realizou algum procedimento ou atendeu pacientes.

Por meio de nota, a Unesc (Universidade do Extremo Sul Catarinense) informou que a jovem esteve matriculada no curso de Enfermagem por um mês. Ela estudou na universidade de 22 de março a 23 de abril deste ano.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) informou ao G1 na manhã de terça-feira (1º) que a jovem não está matriculada na instituição. O único registro que existe dela é de pensionista, já que o pai foi professor na universidade.

A reportagem procurou a família da adolescente, mas não obteve retorno até às 17h30 desta terça.

*Com informações do G1SC

Leia mais

Jovem de 22 anos recém-formada em Blumenau morre vítima da Covid-19

Ladrões invadem e tentam assaltar loja da Havan em Joinville

Aos 101 anos, ex-combatente da Segunda Guerra Mundial vence a Covid em Joinville

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

Colunistas