nsc
dc

Jogos Olímpicos

Alison dos Santos conquista bronze nos 400m com barreiras em Tóquio

"Malvadão" termina com 46s72 e crava novo recorde sul-americano da prova

02/08/2021 - 23h58 - Atualizada em: 03/08/2021 - 00h02

Compartilhe

Guto
Por Guto Marchiori
Alison dos Santos comemora conquista com a bandeira do Brasil
Alison dos Santos comemora conquista com a bandeira do Brasil
(Foto: )

A primeira medalha brasileira no atletismo nas Olimpíadas 2020 veio com dose extra de malvadeza. Alison dos Santos, de 21 anos, garantiu o bronze ao terminar na terceira posição os 400m com barreira no início da madrugada desta terça-feira no estádio Olímpico de Tóquio. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

"Malvadão", como é conhecido, ele terminou a prova com 46s72 e cravou o novo recorde sul-americano. A medalha de ouro ficou com o norueguês Karsten Warholm, que com 45s94 bateu o recorde mundial. A prata foi para o norte-americano Rai Benjamin, com 46s17.

O tempo de prova de Alison daria a ele medalha de ouro nos 400m com barreira em qualquer outra edição dos Jogos Olímpicos antes de 2020. O menor tempo anterior a esse foi Kevin Young, em Barcelona 1992, com 46s78.

Alison dos Santos é nascido em São Joaquim da Barra, no interior de São Paulo. Ele chama a atenção em razão de uma grande cicatriz na cabeça. Quando tinha 10 meses de idade, ele sofreu um acidente doméstico com uma panela de óleo quente e carrega as marcas.

> Confira o quadro de medalhas dos Jogos de Tóquio

Leia também:

> Como acompanhar as Olimpíadas na NSC

> Veja os catarinenses que já conquistaram medalhas olímpicas

> Relembre as aberturas mais marcantes das Olimpíadas

Colunistas