nsc
    dc

    Presença feminina

    Apesar da pandemia, número de mulheres inscritas na universidade segue em alta

    Em janeiro, a Unicesumar registrou crescimento de 2,9% na participação do público feminino nas matrículas da universidade, comparado com o mesmo mês do ano anterior

    05/03/2021 - 16h22 - Atualizada em: 08/03/2021 - 15h20

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Apesar da pandemia, número de mulheres inscritas na universidade segue em alta
    Mulheres estão ganhando espaço na academia
    (Foto: )

    Que a pandemia impactou a vida do mundo todo já não é segredo pra ninguém. Mas uma fatia da população foi duplamente afetada: as mulheres. Além do aumento da sobrecarga de trabalho e da responsabilidade pelo cuidado dos filhos, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, o isolamento deixou 8,5 milhões de mulheres fora do mercado de trabalho. Apesar deste cenário e da renda comprometida, o número de mulheres matriculadas na graduação cresceu nos últimos meses.

    > Setor de TI tem crescimento de 310% das vagas no último ano

    Dados da Unicesumar, maior faculdade de EAD do país, registraram 59,3% na participação do público feminino nas matrículas da faculdade em janeiro deste ano, crescimento de 2,9%, comparado com o mesmo período de 2020. Isso representa, aproximadamente, 15 mil novas mulheres cursando o ensino superior. As áreas que mais se destacaram foram dos cursos de bem-estar e engenharias. Em julho de 2020, por exemplo, 16,9% dos alunos matriculados nos cursos de engenharias da EAD Unicesumar foram mulheres, no ano anterior o número tinha sido 3% menor.

    — As mulheres costumam ser maioria em alguns cursos de graduação, a surpresa, no entanto, veio com esse aumento em diferentes cursos. Mesmo com a economia brasileira impactada pela pandemia e com os filhos com aulas on-line em casa, o que aumenta a sobrecarga do trabalho feminino, elas não estão deixando seus sonhos de lado. Além do mais, esses dados mostram o quanto o público feminino é determinado e sedento por capacitação — explica Kátia Coelho, diretora de Graduação da EAD Unicesumar.

    > Profissões do futuro: conheça os 5 cursos promissores para 2021

    Marisa Valente Camilo, 60, cursa Serviço Social na EAD Unicesumar e além de realizar um sonho, sua principal motivação para começar a estudar era inspirar seus filhos. Aluna da instituição desde 2018, ela acumula as funções de mãe, esposa, cuidadora e doméstica, assim como muitas mulheres brasileiras. A estudante conta que em muitos momentos se sentiu sobrecarregada e pensou em desistir, e em 2020, com a pandemia, isso foi ainda mais forte, principalmente depois de contrair o vírus da covid-19, mas seu sonho não podia ficar de lado. 

    — Muitas vezes desanimei, fui até o polo para desistir, mas ao chegar lá sempre recebi muito apoio, me levantavam, eu lembrava do meu propósito e começava tudo de novo. Contraí o vírus trabalhando como cuidadora, pensei que não fosse sobreviver. Mas graças a Deus essa doença passou, e assim como outros desafios em minha vida, venci. Quero chegar até o fim da minha graduação para falar que tudo nós podemos, basta querer. Hoje meu filho está cursando o 2º ano de Licenciatura em Ciências Biológicas e minha filha mais velha cursa enfermagem, eu não desisti do meu sonho e estou muito contente de saber que eles se espelharam em mim — conta.

    Oficinas gratuitas no Dia da Mulher

    Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Unicesumar promove uma série de oficinas gratuitas voltadas ao público feminino. São três diferentes temas: independência financeira; empreendedorismo feminino e direito da mulher. Para participar, basta se inscrever pela página diadamulher.unicesumar.edu.br

    Serviço: Oficinas Unicesumar

    Horário: 19h (horário de Brasília) - diadamulher.unicesumar.edu.br

    Quando:

    - 09/03 (terça-feira) - Independência Financeira, com a educadora financeira, Camila Botti

    - 10/03 (quarta-feira) - Empreendedorismo Feminino, com a fundadora da "Feito Brasil", Lena Peron

    - 11/03 (quinta-feira) - Direito da Mulher, com a advogada e jornalista, Alana Gazoli.

    Leia também:

    Com jogos e telas interativas, tecnologia contribui com jornada de ensino mais completa no EAD

    Conheça a ferramenta que ajuda quem busca oportunidades de trabalho

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Especiais Publicitários

    Colunistas