nsc
dc

Pandemia

Após zerar fila das UTIs, Chapecó volta a receber pacientes de outras cidades e amplia testes e isolamento

Município sofreu com colapso no sistema de saúde nos últimos meses, mas conseguiu reduzir números

16/04/2021 - 05h00

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Hospital Regional em Chapecó
Hospital Regional em Chapecó está com 89% de ocupação na UTI
(Foto: )

Depois de ser a primeira grande cidade de Santa Catarina a atingir o colapso do sistema de saúde, com hospitais cheios e pacientes com Covid-19 morrendo na fila de espera por uma vaga de UTI, Chapecó vive um momento diferente da pandemia. Com vagas disponíveis na rede de saúde, o município já passou a receber nas últimas semanas pacientes de outras regiões, principalmente do Meio-Oeste catarinense.

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

> Mapa Covid de SC hoje: veja em mapa e dados por cidade como está a situação da pandemia​​

Conforme apuração do G1 SC, até esta quinta-feira (15) Chapecó já havia recebido 14 pacientes transferidos em abril: quatro de Joaçaba, quatro de Fraiburgo, quatro de Campos Novos, um de Caçador e um de Irineópolis.

O Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, segundo boletim desta quinta, estava com 92 dos 103 leitos de UTI ocupados, o que representa 89% do total. Metade dos pacientes são da cidade e o restante, de outros municípios.

Desde o dia 4 de abril, a fila de pacientes à espera por um leito de UTI ou enfermaria Covid-19 foi considerada zerada no Grande Oeste, segundo os boletins do governo do Estado. Além do Hospital Regional, também atendem na área os hospitais São José, em Maravilha, Regional São Paulo, de Xanxerê, e Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste.

O São José, em Maravilha desde o último domingo (11) está sem ocupação na enfermaria da ala Covid. São 23 leitos desocupados. Já na UTI Covid, que tem 10 leitos, a ocupação é de 100%. São dois pacientes de Maravilha e oito de municipios da região.

No Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, de São Miguel do Oeste, a ocupação de UTI Covid tambem está em 100%, com 25 leitos ocupados. Na enfermaria, a mesma coisa, 100% de ocupação, com uma pessoa na fila à espera por vaga na UTI.

Em Xanxerê, no Hospital Regional São Paulo, há 20 pessoas internadas na UTI. A ocupação é de 100%, com uma pessoa na fila esperando vaga. Na enfermaria, todos os oito leitos estão ocupados.

> Idosa de 113 anos, mulher mais velha de Chapecó, recebe a vacina contra a Covid-19

Reforço nos testes e isolamento em Chapecó

Com a queda no número de casos, Chapecó tem feito um esforço para não enfrentar uma nova onda de contaminação pelo coronavírus. O município já identificou a presença de variantes do vírus circulando e tem reforçado a testagem e o isolamento de pacientes infectados.

- Esse tsunami já esteve presente na nossa vida. Não significa que ele não possa voltar, ele pode voltar desde que nós percamos o controle. E para perder o controle tem coisas básicas: parar de testar, parar de tratar e parar de se cuidar, automaticamente volta tudo de novo - destacou o prefeito de Chapecó, João Rodrigues, em transmissão nas redes sociais nesta quinta.

> Médicos de SC receitam nebulização com hidroxicloroquina para tratar Covid-19

O município definiu seis pontos de referência de testagem para a Covid-19: o Ambulatório de Tratamento Imediato Verdão, o Ambulatório da Efapi, a UPA-24h, e as unidades de Saúde do distrito de Marechal Bormann, bairro Universitário e Bela Vista.

Com mais testes feitos, a prefeitura de Chapecó também reforçou o isolamento de todos os casos positivados. Qualquer paciente com teste positivo deve ficar em casa, assim como os familiares que tiveram contato direto. As pessoas que não ficarem em isolamento podem pagar multa de R$ 150 a R$ 500.

Para trabalhadores autônomos que podem ficar sem renda no período de isolamento, Rodrigues anunciou que a prefeitura vai doar cestas básicas durante um mês para quem precisar.

*Com informações do G1 SC e da NSC TV.

Leia também

Covid-19 é a doença que mais causa mortes em SC em 2021

Por que a vacina contra a gripe se tornou ainda mais importante com a pandemia da Covid-19

Bombeiro supera Covid-19 e é homenageado por colegas em Lages; veja vídeo

Após flagrar paciente com Covid-19 na rua, profissional de saúde de SC faz apelo em áudio

Colunistas