nsc
dc

Coronavírus

Barreiras sanitárias, testagem e fiscalização: como será o verão em SC

Cenário da pandemia é melhor que do último verão, mas circulação do vírus ainda preocupa

06/12/2021 - 09h11 - Atualizada em: 06/12/2021 - 09h17

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Temporada de verão 2021 segue com medidas contra o coronavírus
Temporada de verão 2021 segue com medidas contra o coronavírus
(Foto: )

Em meio ao avanço da variante ômicron e a alta de casos de Europa, Santa Catarina se prepara para mais uma temporada de verão na pandemia. O cenário é melhor se comparado ao do último ano, mas a circulação do vírus ainda preocupa as autoridades. Barreiras sanitárias, testagem e fiscalização estão no planejamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Setores de eventos e turismo, que tem expectativa de faturamento nesta época, temem serem prejudicados por medidas restritivas.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Segundo o Secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o planejamento para a temporada de verão é feito em conjunto entre várias secretarias. Participando de uma das entrevistas do “De Olho no Verão”, projeto da NSC, Motta Ribeiro afirmou que as ações têm foco em educar as pessoas.

— A gente tem discutido com várias secretarias dentro do colegiado o que se vai fazer no verão. Estamos com disponibilidade de teste rápido de antígeno, mapeando aqueles ambientes com maior risco sanitário, pensando em fazer barreiras sanitárias e parcerias em aeroportos e portos e outros ambientes — comentou o secretário.

Essas barreiras, se concretizadas, estarão presentes em pontos de entrada de turistas. A testagem, segundo Motta, também terá como foco os visitantes, principalmente quem vem de países onde há uma alta nos casos. O Estado espera uma decisão do Ministério da saúde para poder vacinar estrangeiros, algo que é considerado positivo pela SES.

Outra ação, o passaporte da vacina, adotado por alguns municípios catarinenses é incentivada pela Federação Catarinense de Municípios (FECAM). O presidente da instituição Clenilton Pereira disse acreditar que a medida incentiva a vacinação contra o coronavírus.

— Eu acho algo extremamente interessante. Tem que se conversar cada vez mais com os prefeitos, com as secretarias municipais para que a gente adote. Tudo aquilo que for adotado para que a gente incentive a vacinação, é de suma importância — pontou.

Divulgação dos regramentos sanitários

Outro ponto é a divulgação dos regulamentos sanitários em vigor aos turistas e moradores. Segundo o secretário, é importante que os regramentos estejam em locais de fácil acesso e que sejam distribuídos por diversos meios — panfletos, sites, banners etc.

> Quando começa o verão de Santa Catarina em 2021

Contudo, o secretário pontuou que estabelecimentos comerciais têm que incentivar clientes a seguir as regras sanitárias e tomar atitudes quando não as regras não forem cumpridas.

— Hotéis e restaurantes têm obrigação de trazer esses regramentos e tomar atitudes quando essas pessoas não cumprem — informou.

Alta nos casos e nova variante

A alta dos casos de Covid-19 na Europa e a descoberta da variante Ômicrom preocupam as autoridades sanitárias e também os setores mais afetados pela pandemia. Para o presidente da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), Doreni Caramori, o setor de eventos não pode ser fechado caso o país viva uma nova onda da Covid-19.

— Se houver necessidade de retrocesso agora, tem que ser um retrocesso coletivo. Novamente um conceito de polícias restritivas elas devem ser amplas e abrangentes e obviamente acompanhadas de medidas de mitigação do governo federal — disse Caramori.

> Sintomas da variante Ômicron da Covid são diferentes? Veja

Na terça-feira (30), o Estado publicou uma medida que proíbe eventos ao ar livre com mais de 500 pessoas. Ficam proibidos festivais, apresentações musicais e outros eventos ao ar livre, que provoquem aglomerações.

A portaria reforça o protocolo de “Evento Seguro”, que já era aplicado em eventos em Santa Catarina desde 2020. Uma das medidas é a permissão de entrada nos locais apenas por pessoas vacinadas ou com teste negativo para Covid.

Projeto da NSC De Olho no Verão

A preparação do setor turístico, realização de eventos e fiscalização de medidas sanitárias estão entre os temas do especial multimídia da NSC Comunicação

> Florianópolis e outras 23 capitais descartam festa de Réveillon por conta do avanço da ômicron

A NSC Comunicação estreia neste final de semana o projeto multimídia “De Olho no Verão”. Até sexta-feira (10), a NSC TV, o NSC Total e o g1 SC veiculam reportagens especiais e painéis temáticos sobre os preparativos para a temporada.

*Marina Dalcastagne, Mariana Avila, Clarissa Battistella e Leandro Carbone

Saiba mais sobre a variante ômicron

Leia também 

Variante Ômicron pode infectar 2,4 vezes mais quem teve Covid-19, dizem cientistas

Vacinas da Covid protegem contra variante Ômicron? O que dizem fabricantes

Opinião: Usar máscaras é o mínimo que SC pode fazer contra a variante Ômicron

Colunistas