nsc
dc

Demonstração de força

Bolsonaro anuncia desfile de tanques de guerra no dia em que PEC do voto impresso irá a plenário

Presidente da República coloca em dúvida a legitimidade das eleições através das urnas eletrônicas, embora tenha sido eleito por este meio

09/08/2021 - 15h44 - Atualizada em: 09/08/2021 - 15h58

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Presidente criou uma crise institucional e faz ataques constantes ao TSE e ao STF
Jair Bolsonaro criou uma crise institucional e faz ataques constantes ao TSE e ao STF
(Foto: )

Marcado para esta terça-feira (10), com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), um desfile de veículos blindados vai ocorrer nas proximidades do Palácio do Planalto. A demonstração das forças armadas brasileiras acontece no mesmo dia em que será analisada a proposta de emenda à Constituição (PEC) do voto impresso, no plenário da Câmara dos Deputados.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A ação foi encarada por críticos de Bolsonaro como mais uma tentativa de intimidação. Isso porque há uma previsão de derrota do governo na votação que delibera sobre a legitimidade e a segurança das urnas eletrônicas.

Para aprovar a proposta, o governo precisa de 308 votos, no mínimo, entre os 513 deputados. O texto precisa ser aprovado em dois turnos para ser enviado ao Senado.

OPINIÃO: Bolsonaro usa Santa Catarina como salão de festas

Ameaças à democracia

A realização do evento no mesmo dia da apreciação da proposta chegou a ser classificada como uma ameaça pelo deputado Alessandro Molon (PSB-RJ):

- Vamos derrotar Bolsonaro mais uma vez, para lembrá-lo que o poder emana do povo e não das armas - escreveu o parlamentar em suas redes sociais.

Realizada anualmente desde 1998, a demonstração dos equipamentos de guerra do país nunca antes ocorreu no Centro de Brasília.

Barroso cutuca Bolsonaro com ironia e referência a Machado de Assis, Mario Quintana e Kid Abelha

Outros deputados também reagiram ao anúncio do desfile em tom de crítica. O vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM) chegou a publicar que se o ato for uma tentativa de intimidação "o governo aprenderá uma lição".

Saiba como funciona a segurança da urna eletrônica no Brasil

Desfile das forças armadas

O comboio, segundo a Marinha do Brasil, partiu do Rio de Janeiro e vai passar pela capital federal, a caminho do Campo de Instrução de Formosa (CIF). 

Chamado de Operação Formosa, o evento é o maior treinamento militar da Marinha no Planalto Central. Este ano, ele contará também com a participação do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira. Serão mais de 2,5 mil militares das três Forças.

Leia também

Aglomeração e motociata: veja como foi a passagem de Bolsonaro por Florianópolis

Governo americano confia no sistema eleitoral brasileiro, afirma assessor de Biden

Bolsonaro será investigado em inquérito das fake news após ataques às urnas, decide Moraes

Colunistas