nsc
dc

Coronavírus

Bombeiro recuperado da Covid-19 em SC valoriza médicos e enfermeiros: "vão chorar com você"

Rafael Heger, 38 anos, ficou 10 dias internado, três deles na UTI do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres em Lages

17/04/2021 - 06h00

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
O cabo Heger teve alta na quinta-feira (14) e recebeu homenagens dos médicos e colegas de farda
O cabo Heger teve alta na quinta-feira (14) e recebeu homenagens dos médicos e colegas de farda
(Foto: )

Dos 38 anos vividos por Rafael Heger, 12 deles foram passados trajando o uniforme do Corpo de Bombeiros. Ele, que sempre socorreu as pessoas, teve no último mês a vida salva por outras pessoas: médicos, enfermeiros e demais profissionais da saúde do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, de Lages, na Serra de SC. 

Cabo Heger ficou dez dias hospitalizado com Covid-19 da unidade, três deles na UTI. Recuperado, ele valoriza o atendimento que recebeu.

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

> Mapa de Covid em SC: veja como está a situação da pandemia por cidade

— Ela [Covid-19] não quer saber se você é idoso, jovem, saudável. Se ela decidir, ela vai te maltratar e você vai estar nas mãos dos enfermeiros, médicos, e todos aqueles que trabalham ali. Essas pessoas vão te incentivar a orar, vão chorar com você — afirma Heger.

O bombeiro teve alta na quinta-feira (14). Na saída do hospital, ele recebeu uma homenagem da equipe do hospital e também de colegas do Corpo de Bombeiros. Ainda nos corredores da unidade centenária, profissionais de saúde cantaram uma versão em português da música Hallelujah — Aleluia, em tradução.

Os colegas de farda prestaram continência e aplaudiram o colega. A sirena de um dos caminhões também foi usada para homenagear o bombeiro, que não vê a hora de poder voltar ao trabalho.

Os primeiros sintomas da Covid-19 foram interpretados por Heger como fadiga e um possível resfriado. Sentiu o corpo pesar e a cabeça doer por três dias até procurar atendimento médico. Foi positivado no dia 4 de abril e já precisou ser internado no dia seguinte. O pulmão tinha sido afetado pelo vírus e o bombeiro teve dificuldades para respirar.

— Sempre me considerei uma pessoa muito forte com uma boa saúde tanto física quanto mental, mas nesses dias que estive internado eu vi o quanto essa doença não respeita nada — conta.

Confira a homenagem feita pelos colegas ao bombeiro: 

O contato com a família foi feito por meio de videochamada, auxiliada pela psicóloga do hospital. A mãe e a esposa de Heger conseguiram falar com ele todos os dias por meio da ligação.

De volta em casa, ele faz planos de ficar com a família, mas também não segura a ansiedade em poder voltar ao quartel do 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros.

Lages é a quarta cidade de Santa Catarina com mais casos ativos de Covid-19. São 731 infectados com potencial de transmissão da doença. Ao todo, 20.176 pessoas foram diagnosticadas e 371 morreram com a doença no município da Serra.

Leia mais:

Lula e Hang vão ficar frente a frente na Justiça em Santa Catarina

Idosa de SC transferida para o Espírito Santo com Covid segue hospitalizada: "é uma guerreira"

Eventos em SC podem voltar com festa sem dança e até dois músicos no palco; entenda proposta

Colunistas