nsc
dc

Eleições 2020

Candidato a prefeito Pedrão promete transparência com ‘contas abertas para o cidadão’ em Florianópolis

Nome do PL participou nesta quarta (11) de série de entrevistas com candidatos à prefeitura da Capital

11/11/2020 - 08h36 - Atualizada em: 11/11/2020 - 10h05

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Pedrão
O candidato Pedrão (PL) participou de série de entrevistas do DC e da CBN Diário nesta quarta
(Foto: )

Pedro Silvestre, o Pedrão (PL), candidato a prefeito em Florianópolis, participou de entrevista na manhã desta quarta-feira (11) no Diário Catarinense e na CBN. A conversa ao vivo com o jornalista Mário Motta e com participação do colunista Ânderson Silva teve duração de 20 minutos e foi a penúltima da série com os candidatos à prefeitura da Capital nas Eleições 2020.

> Em site especial, saiba tudo sobre as eleições 2020

Durante a conversa, Pedrão disse que pretende colocar as políticas públicas “acima de políticas partidárias e ideológicas” e defendeu diálogo com diferentes correntes de pensamento. Pandemia de coronavírus, transporte marítimo e orçamento da prefeitura foram outros temas abordados. O candidato do PL enfatizou que pretende fazer uma gestão transparente e prometeu uma auditoria no contrato com a concessionária do transporte público na Capital.

— Temos a obrigação de fazer com que Florianópolis seja a cidade mais transparente do Brasil em dois anos e do mundo em quatro. Florianópolis não pode não ser a referência (...) O case de gestão de Florianópolis não pode ser o case de fechar um orçamento de R$ 2 bilhões numa planilha de Excel. A conta da prefeitura tem que estar aberta, o extrato, para todo cidadão — declarou o candidato.

> Ibope Florianópolis: pesquisa aponta vitória de Gean no primeiro turno

A série de entrevistas com os candidatos vai até o dia 12 de novembro, sempre às 10h, e pode ser acompanhada no NSC Total e na CBN Diário. Já participaram os candidatos Alexander Brasil (PRTB), Ângela Amin (Progressistas), Elson Pereira (PSOL), Gabriela Santetti (PSTU), Gean Loureiro (DEM) , Hélio Barros (Patriotas), Jair Fernandes (PCO), Orlando Silva (Novo) e Pedrão (PL).

Confira a íntegra:

Leia trechos da entrevista

Motivação para candidatura

"Não é apenas um sonho individual meu, é um sonho de muitas pessoas que querem ver a nossa cidade prosperar, querem ver a administração pública de Florianópolis entregando resultados eficientes, querem ver a cidade verdadeiramente pulsar novamente (...) E juntar política pública sendo colocada acima de políticas partidárias, de políticas ideológicas, é o meu compromisso, por ser administrador público de formação."

Posicionamento político

"Idelogicamente, eu respeito quem é de esquerda, respeito quem é de direita, mas eu venho, sim, fazer com que Florianópolis tenha a capacidade de dialogar. Eu acredito que Florianópolis é uma cidade que abraça todos muito bem (...) E cabe em Florianópolis todos aqueles que têm pensamentos, mesmo que divergentes, mas que sirvam para o bom desenvolvimento da cidade (...) Respeitar boas ideias, respeitar bons projetos, e executá-las, independente de quem é o autor, é o meu compromisso."

Transporte marítimo

"Tem um modelo que está se pensando via governo do estado que é um modelo que cria um monopólio, e esse modelo, ele é altamente contrário ao que nós pensamos (...) Nosso modelo é em parceria com a iniciativa privada, a prefeitura autoriza, fazendo com que essas empresas possam vir para competirem pela maior qualidade e pelo menor preço, dentro das rotas pré-estabelecidas (...) Eu trago aqui para todos nós a possibilidade de termos mais opções, e no dia primeiro de janeiro, o meu primeiro decreto como prefeito de Florianópolis vai ser autorizando, sim, a implantação do transporte marítimo."

Orçamento da prefeitura

"O orçamento do município é a principal peça de planejamento do governo, e hoje é feito, literalmente, desculpe o termo, ‘nas coxas’. Ele tem que ser feito de forma colaborativa, por bairros, onde as pessoas possam participar dessa construção, apontando os problemas e as soluções."

Combate à pandemia

"Na nossa gestão não tem lockdown, eu já deixo isso afirmado aqui. A pandemia, ela tem que ser enfrentada de uma maneira mais correta. A prefeitura tem que trazer a retaguarda. Nós não temos a aquisição de nenhum respirador pela Prefeitura de Florianópolis. A Prefeitura de Florianópolis não teve nenhum outro leito que ela criou dentro da rede do município. Então, o legado que a prefeitura de Florianópolis deixa, não existe legado. Simplesmente foram ações voltadas para o marketing, e nós sabemos disso."

> Eleições 2020 em Florianópolis: quem são os candidatos a vereador

Série de entrevistas com candidatos

As entrevistas com os candidatos de Florianópolis são feitas diariamente às 10h, ao vivo, com duração de 20 minutos, e seguem até o dia 12 de novembro. Elas são transmitidas em tempo real pelo portal NSC Total e pelas redes sociais do Diário Catarinense. Todos os 10 candidatos da Capital foram convidados.

> Ibope Florianópolis: pesquisa aponta vitória de Gean no primeiro turno

Serão abordados temas relevantes da cidade, a fim de divulgar as propostas de cada um. O calendário de entrevistas segue a ordem alfabética dos nomes dos candidatos no Tribunal Superior Eleitoral.

Próximas entrevistas

Dia 12 - quinta-feira

Ricardo Vieira (Solidariedade)

Colunistas