nsc
dc

Efeito ciclone

Chuva deixa turistas “ilhados” na Serra Catarinense

Cidades têm maioria dos atrativos ainda fechados e acessos dificultados

05/05/2022 - 15h59 - Atualizada em: 06/05/2022 - 07h24

Compartilhe

Paulo
Por Paulo Batistella
Serra do Rio do Rastro está fechada para limpeza após deslizamentos
Serra do Rio do Rastro está fechada para limpeza após deslizamentos
(Foto: )

Turistas que subiram à Serra Catarinense no último fim de semana ficaram “ilhados” na região por conta das chuvas intensas e volumosas que atingiram o Estado desde a última segunda-feira (2). Duas pistas que dão acesso ao local pelo Litoral Sul amanheceram interditadas nesta quinta (5).

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A Serra do Rio do Rastro, que leva ao município de Bom Jardim da Serra, foi totalmente fechada para limpeza nesta quinta após diversos deslizamentos e quedas de barreiras nos últimos dias, que já vinham causando bloqueios parciais. A rodovia só foi liberada às 17h. Na quarta (4), o trecho parecia um rio com a água que corria por ali, e a recomendação era para que visitantes se abrigassem na cidade.

Já a Serra do Corvo Branco, que integra a rodovia SC-370 e dá acesso a Urubici, foi interditada após a cabeceira da ponte Rio do Bispo ter sido destruída pela chuva. O trecho está sem previsão de reabertura, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv).

Ponte sobre o Rio do Bispo, na Serra do Corvo Branco, tem cabeceira destruída
Ponte sobre o Rio do Bispo, na Serra do Corvo Branco, tem cabeceira destruída
(Foto: )

O motorista que tentou deixar o mirante da Serra do Rio Rastro rumo a Florianópolis na manhã de quinta, por exemplo, precisou ir pela SC-390, seguindo até a SC-110, até chegar à BR-282. Ainda assim, ao menos nas duas primeiras vias, há bloqueios parciais pelos estragos do ciclone extratropical.

Em Bom Jardim da Serra, a prefeitura tem se movimentado para orientar os visitantes do município, principalmente os que estão em pousadas rurais, com acessos ainda mais prejudicados.

— Recebemos inúmeros telefonemas todos os dias pedindo informações da chuva, principalmente de turistas de outros Eestados — afirmou a secretária de Turismo da cidade, Sandra Vieira.

Sócia de uma pousada na cidade, a empresária Mariana da Luz recebeu, no domingo (1º), um hóspede que pretendia pernoitar em uma Kombi estacionada no mirante da Serra. No entanto, com o mau tempo, ele decidiu ir para a hospedaria, onde segue sem previsão de saída.

A dona do local diz que ainda não recebeu novas reservas para este próximo final de semana. Alguns turistas, no entanto, já buscam informações para tentar visitar a região em breve, segundo a secretária de Turismo de Urubici, Marinês Walkowski.

Ela disse que a prefeitura tem recebido contatos para informar qual atrativo está em pleno funcionamento. Até esta quinta, estavam vetadas as visitas ao Morro do Campestre e aos Altos do Corvo Branco. Já em Bom Jardim da Serra, só o mirante da Serra do Rio do Rastro estava aberto.

A secretária afirmou ainda não ter estimativa sobre o número de turistas que tiveram de estender a estadia na cidade, já que muitos sequer acionaram a prefeitura ou ainda seguem ilhados. 

— Graças a Deus esse fim de semana não era um grande feriado — disse.

Leia mais

SC tem ao menos 44 mil pessoas afetadas pelas chuvas em 115 municípios

Ciclone avança para o mar e chuva deve diminuir em SC

Afinal, o que é um ciclone extratropical? A gente explica

Colunistas