As melhores cervejarias do Brasil na atualidade foram anunciadas na noite desta terça-feira (08), em um evento aberto ao público, em Blumenau. Com um total de 332 medalhas concedidas – 118 de bronze, 108 de prata e 106 de ouro – o Concurso Brasileiro de Cervejas (CBC) alcançou um novo recorde histórico, agora também no número de premiados. 

Continua depois da publicidade

A apresentação foi um show à parte, comandada com muito bom -humor pelo chef de cozinha Érick Jacquin. Na abertura, a apresentação com a banda Laskeras. O fim glorioso ficou a cargo dos ícones da música catarinense, Dazaranha. 

— Foi a coroação de um trabalho de dedicação que procurou o melhor e posicionou ainda mais o CBC como uma das principais competições mundiais da cerveja — afirmou Develon da Rocha, presidente da Associação Blumenauense de Turismo, Eventos e Cultura (ABLUTEC).

Em 2022 a competição contou com 3.635 amostras inscritas de 537 cervejarias de 21 estados do país, o maior número em dez edições. Os rótulos foram avaliados por 106 especialistas, de 21 países, escolhidos a dedo por sua experiência e conhecimento da bebida que deu o título a Blumenau de capital brasileira da cerveja. 

A cerimônia de premiação, sobrelevou o momento cervejeiro nacional, que tem se destacado a cada ano no país e, além das cervejarias, homenageou Develon da Rocha, pelo incentivo ao desenvolvimento do setor e do turismo no Vale Europeu e concedeu Moção de Louvor à ucraniana Lana Svitankova, jurada do CBC. 

Continua depois da publicidade

Grandes premiadas da noite

Entre as Melhores Cervejarias do Brasil, o primeiro ficou com a Além Bier (quatro medalhas de ouros, três de prata e três de bronze). Na segunda colocação a entrou a Cerveja Blumenau (três medalhas de ouro, três de prata e uma de bronze) e a terceira foi garantida pela Cervejaria Sabores do Malte (três medalhas de outro, uma de prata e quatro de bronze).

No ‘Best Of Show’ – prêmio de melhor cerveja no CBC – quem levou o ouro foi a Cerveja Blumenau, com a CraftLab Grodziskie, da categoria Grodziskie. A prata ficou com a Cervejaria Unika, com a Catharina Sour Caju e Pitanga, na categoria Catharina Sour, e o bronze foi para a Cervejaria Bragantina, com a cerveja B7, na categoria Experimental India Pale Ale.

Capacitação

Nesta quarta e quinta-feira (09 e 10 de março) os profissionais do setor participam do Congresso Internacional da Cerveja (CONIB), híbrido e de caráter global é o primeiro evento do país voltado à troca de conhecimentos na área da ciência e de mercado. Contará com 20 palestrantes, entre eles Kilian Kittl, gerente de Projetos do European Beer Star – organizado na Alemanha pela Private Brauereien, que tutela a excelência das cervejarias familiares daquele país, e terá degustação da cerveja polonesa Grodziskie. 

O Concurso Brasileiro de Cervejas é uma produção da Ablutec, com o patrocínio da Agraria Malte, Oculyze Análise de Leveduras, Unicerva – Universidade da Cerveja Artesanal, Chopeiras Memo e Remembeer. A parceria institucional é dos eventos irmãos europeus – o Brussels Beer Challenge e o Barcelona Beer Challenge – e da Federação Brasileira das Cervejarias Artesanais (Febracerva). 

Continua depois da publicidade

Leia também:

Reforma do Museu da Cerveja de Blumenau é autorizada e espaço deve reabrir em julho

Obra de reurbanização da Margem Esquerda em Blumenau começa em 2023, diz prefeito

Blumenau tem planos para tradicional imóvel enxaimel em frente ao Sesi

Alemão que liderou a T-Systems em Blumenau encara o desafio da própria empresa

Nova praça terá primeiro bar de cervejaria argentina em Blumenau

Fim dos cobradores e ar-condicionado nos ônibus de Blumenau estão no radar da Seterb​

Destaques do NSC Total