nsc
dc

Fort Atacadista

Conheça a história de Dona Trude, catarinense que é exemplo de humildade e determinação

A matriarca do Grupo Pereira, Dona Hiltrudes Pereira, mostra que para alcançar os objetivos é necessário trabalhar duro e fazer o bem

22/05/2021 - 09h00

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Fort Atacadista
sad
(Foto: )

Foi na Santa Catarina dos anos 1930, mais precisamente, na cidade de Itajaí, que nasceu Hiltrudes Fantini Pereira, ou, para os íntimos, Dona Trude. Ela, junto com o marido Ignácio Teodoro Pereira (in memorian), foi responsável por criar o Grupo Pereira, que atua no varejo e atacado no ramo alimentício com 86 unidades de negócios espalhadas pelos estados de Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal. 

O Grupo detém as bandeiras Comper, de supermercados, Bate Forte, de distribuição, Vuon, de serviços financeiros, Perlog, de operações logísticas, Sempre Fort, de farmácias, e o Fort Atacadista, atacarejo que possui 31 lojas apenas em Santa Catarina.

Dona Trude, Fort Atacadista
Aos 91 anos, Dona Trude olha para o passado com carinho e orgulho do que conquistou a partir de uma "vendinha" que revolucionou o mercado atacadista de Santa Catarina.
(Foto: )

— Me considero uma privilegiada, trabalhei muito, junto com o meu marido. Eu me orgulho muito da empresa que fizemos. Hoje, a minha alegria é levantar de manhã e ir a uma das nossas lojas. Olhar a vendinha que eu comecei. Mas para chegar aqui, tem que trabalhar — orienta.

O trabalho sempre esteve muito presente na vida de D. Trude, que começou cedo, aos 16 anos. Hoje, com 91 anos, olha para o passado com carinho e orgulho do que conquistou. Não à toa, a vendinha – como chamou — que ela e o senhor Ignacio iniciaram nos anos 1960, revolucionou o mercado atacadista de Santa Catarina. 

Atualmente, o Fort Atacadista, conta com 44 lojas espalhadas pelos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal e Santa Catarina. O objetivo é chegar às 50 lojas ainda em 2021. 

— Agradeço ao povo de Itajaí, onde começamos, agradeço ainda aos meus filhos que continuaram os negócios após o falecimento do pai deles — diz, orgulhosa.

Força da mulher reconhecida

A trajetória de Hiltrudes é inspiradora. Mãe de sete filhos, conheceu seu marido em 1946 e, juntos, construíram uma das maiores varejistas do Brasil. D. Trude até hoje visita as lojas e trata os colaboradores como membros da família, como fazia quando o Grupo Pereira era apenas um pequeno armazém. 

Hoje são 15 mil funcionários em todo o país. Reconhecida como uma mulher perseverante e batalhadora, foi eleita por unanimidade, no ano 2018, a vencedora do Mulheres que Inspiram no Varejo, premiação realizada pela Unilever/Dove e Abras - Associação Brasileira de Supermercados. O objetivo é premiar a mulher que faz a diferença no varejo brasileiro.

Dona Trude é uma mulher forte. Não apenas por tudo o que conquistou, mas por ter feito em uma época na qual mulheres estavam descobrindo a sua voz e o quão longe podiam chegar. Movida pelo amor à sua atividade e pela fé, atribui o seu sucesso ao trabalho e à reza. E ressalta o quão importante é que as mulheres se mantenham firmes em seus objetivos, com foco e determinação.

— Eu era uma menina quando comecei a trabalhar só com homens. Nunca ninguém me desrespeitou. Mulheres tenham coragem, enfrentem, trabalhem com amor, seja o trabalho que for — declara.

No ano de 2019, ela também foi homenageada pelo Parlamento Estadual, ao receber a Comenda do Legislativo Catarinense, que honra figuras que auxiliam no desenvolvimento de Santa Catarina, tornando-a mais justa e humana. O reconhecimento vem por suas atividades voluntárias e indiscutível presença na luta pelas causas sociais.

— Sempre que for possível — e, graças a Deus, tem sido! — quero retribuir todas as graças que eu alcancei ajudando o próximo — finaliza.

Acesso o canal DC 35 anos e confira mais conteúdos especiais.

Leia também

Mercado imobiliário catarinense se destaca com empreendimentos valorizados e de alto padrão

Adoção responsável: cães e gatos esperam por um lar na Dibea Florianópolis

Döhler completa 140 anos e inova com estamparia digital

Colunistas