nsc
santa

VALE DO ITAJAÍ

Blumenau suspende ônibus, missas, cultos e proíbe circulação de idosos para conter coronavírus

Novas medidas foram anunciadas neste domingo e entrarão em vigor na terça-feira

12/07/2020 - 18h19 - Atualizada em: 12/07/2020 - 19h38

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Ônibus não circularão por pelo menos duas semanas
Ônibus não circularão por pelo menos duas semanas
(Foto: )

A prefeitura de Blumenau anunciou as novas medidas restritivas que serão adotadas a partir da próxima terça-feira (14) para tentar conter a disseminação do novo coronavírus na cidade. Entre elas estão a proibição de idosos e outros dos grupos de risco nas ruas — exceto para idas ao trabalho, médico ou para compras de medicamentos e alimentos. Outra novidade é a suspensão do transporte coletivo por pelo menos 14 dias. Veja abaixo as principais regras listadas no decreto que será publicado nesta segunda-feira (13). A maioria delas deve durar duas semanas. 

> Em site especial, saiba mais sobre o coronavírus em Santa Catarina

Para embasar as decisões, Mário Hildebrandt (Podemos) exibiu gráficos que mostram a evolução dos casos no município. Do final de junho para cá, as curvas exibem uma clara tendência de crescimento nos números de testes e, por consequência, resultados. Na incidência por faixa etária, apesar dos mais jovens serem maioria, há sinais de que o contágio está crescendo entre os idosos. 

Conforme dados da prefeitura, 48 pessoas estão internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da cidade, 41 delas residem em Blumenau e sete são de municípios vizinhos. Entre os 41, 20 aguardam o resultado dos exames para confirmação da doença. Há também 49 pacientes em enfermarias, 23 diagnosticados e 26 com a suspeita do novo vírus. A taxa de ocupação é de 28%, já que há 177 leitos de enfermaria. A ocupação em UTI saltou de 40% para 76% em 12 dias

> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

"Impacto do descaso"

Desde o final de junho, 638 ocorrências por aglomerações foram registradas pelas equipes da Defesa Civil e Vigilância Sanitária; 137 ocorreram entre esta sexta-feira e noite deste domingo. Até este domingo 4.248 blumenauenses já tiveram o diagnóstico confirmado, segundo os dados municipais. 

— Estamos perto do limite na questão hospitalar. Se a população tivesse entendido as orientação anteriores, talvez não tivéssemos chegado a essas novas. É o impacto do descaso — criticou o secretário de Promoção da Saúde, Winnetou Krambeck. 

Enquanto o coronavírus avança, bandinha alemã toca no Centro de Blumenau; veja vídeo

Falta clareza aos dados de ocupação de UTIs para coronavírus em Blumenau

Entre as novas medidas há também a suspensão de missas e cultos por duas semanas, a diminuição de horário de funcionamento de restaurantes, lanchonetes e similares. No caso dos restaurantes e pizzarias, por exemplo, que até então poderiam fechar às 23h, o permitido mudou para as 22h. Os três shoppings da cidade devem atender até as 15h aos sábados.  

Novas medidas restritivas em Blumenau  

- Durante 14 dias, pessoas acima de 60 anos e pertencentes a outros grupos de risco não podem sair às ruas, exceto para trabalhar, ir ao médico, mercado ou farmácia. Integram os grupos de risco pessoas que possuem cardiopatias graves (insuficiência cardíaca, infartados, etc) e pneumopatias graves (dependentes de oxigênio, portadores de asma moderada/grave, etc); imunodeprimidos, doentes renais crônicos em estado avançado, diabéticos e gestantes de alto risco. - Fica sujeito à multa quem fizer festa/promover aglomerações em casa. Os valores variam de R$ 213 a R$ 21 mil. Conforme o prefeito, se a regra for descumprida, a fiscalização vai notificar e multar o proprietário da casa. Condomínios e donos de imóveis alugados serão responsabilizados pelos eventos. - Missas, cultos e cerimônias suspensas por 14 dias. - Circulação de veículos de fretamento para transporte de pessoas só acontecerá com autorização do Seterb durante 14 dias. - Rodoviária fechada. Transporte intermunicipal suspenso por 14 dias. - Suspensão do transporte coletivo por 14 dias, com a retomada das linhas para profissionais da saúde. - Lanchonetes, food parks, padarias, confeitarias, tabacarias devem fechar às 20h. - Restaurantes e pizzarias podem funcionar até as 22h. - Intensificação de "cinturões noturnos", as blitze coordenadas pela Guarda de Trânsito e que podem ter o apoio da Polícia Militar serão feitas para evitar embriagados ao volante e possíveis acidentes, que resultam em utilização de UTIs. - Shoppings podem funcionar até 15h aos sábados durante 14 dias. - Ao menos até o dia 7 de setembro não haverá aulas presenciais em todos os níveis de ensino na cidade. 

Colunistas