nsc
dc

Crime

Crianças relatam casos de abuso ao Conselho Tutelar após palestra sobre educação sexual em SC

Somente entre janeiro e abril de 2022, Santa Catarina registrou 714 casos abuso e exploração sexual de crianças

19/05/2022 - 18h18

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Ciclo de oficinas e palestras foi oferecido a pelo menos dois mil estudantes das redes municipal e estadual de Guatambu
Ciclo de oficinas e palestras foi oferecido a pelo menos dois mil estudantes das redes municipal e estadual de Guatambu
(Foto: )

O Conselho Tutelar de Guatambu, oeste de Santa Catarina, recebeu oito relatos de alunos após palestras em escolas sobre educação sexual. Segundo a NSC TV, as apresentações foram feitas em função do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual Infantil, celebrado nesta quarta-feira (18). 

> Saiba como receber notícias do DC no Telegram

O ciclo de oficinas e palestras foi oferecido a pelo menos 2 mil estudantes das redes municipal e estadual, que foram orientados sobre os limites que desconhecidos e até pessoas próximas devem respeitar no contatos com eles. Após essas aulas, oito estudantes foram ao Conselho Tutelar relatar que teriam sofrido abusos.

Somente entre janeiro e abril de 2022, Santa Catarina registrou 714 casos abuso e exploração sexual infantil, conforme dados do Colegiado Superior de Segurança Pública do Estado. 

A psicóloga Rafaela Piati destaca que é dever da sociedade romper com o silenciamento sobre o tema, para prevenir e ensinar crianças e adolescentes a identificar violências:

— É muito importante que a criança entenda e compreenda de que maneira ela pode estar passando ou ter passado por um perigo, exposta a uma situação de perigo.

Também no Oeste, em Chapecó, uma criança pediu ajuda por meio de um bilhete, onde denunciava que o padrasto a abusava sexualmente. 

Na última sexta-feira (13), três adolescentes, com idades entre 15 e 17 anos, foram resgatadas de uma casa noturna em Florianópolis. Uma megaoperação já resgatou 10 vítimas de exploração sexual infantil no Estado, apenas em maio deste ano. 

O 15° Anuário Brasileiro de Segurança Pública apontou que, em 2020, Santa Catarina teve a quarta maior taxa de casos de estupros notificados de crianças e adolescentes do Brasil

Leia também

Bactéria multirresistente é identificada em UTI infantil e neonatal lotada de SC

Adolescentes são resgatadas após suspeita de exploração sexual em Florianópolis

Violência sexual leva 144 crianças e adolescentes aos serviços sociais em Blumenau

Colunistas