A Organização Mundial da Saúde (OMS) monitora duas novas subvariantes da Ômicron, a BA.4 e BA.5. Ambas foram encontraras na África do Sul, Botswana, Bélgica, Alemanha, Dinamarca e Reino Unido. A confirmação foi feita na segunda-feira (11) pela diretora técnica da agência, Maria Van Kerkhove.

Continua depois da publicidade

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

A descoberta veio do grupo de pesquisa do cientista brasileiro Tulio de Oliveira, do Centre for Epidemic Response and Innovation (CERI), na África do Sul. Oliveira também foi o responsável por descobrir a linhagem original da Ômicron (BA.1), em novembro de 2021.

> Primeiro caso da variante Ômicron em SC é confirmado

Segundo Oliveira relatou no Twitter nessa segunda-feira, apesar do aumento do número de sequenciamentos genômicos das duas linhagens na África do Sul, “não há motivo para alarme, pois não há grande aumento de casos, internações ou mortes”.

Continua depois da publicidade

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também 

Chapecó tem o maior número de mortes por dengue em SC no ano

Homem abre fogo e deixa feridos em metrô de NY; veja imagens

Balneário Camboriú aprova prédio gigante com 140 andares

Destaques do NSC Total