Se ter um filho já é especial, imagine descobrir que está grávida de gêmeos. Bastante emoção, certo? Mas e se ainda uma das crianças viesse ao mundo no chamado parto empelicado, considerado raro? Todas essas emoções foram vividas pela publicitária blumenauense Samara Effting Vieira e o marido Gabriel Vieira. A mamãe compartilhou as fotos do momento nas redes sociais.

Continua depois da publicidade

— Foi o momento mais emocionante que vivemos — contou Samara.

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Em entrevista ao Santa, ela contou que por três anos tentou engravidar e, por fim, recorreu à fertilização in vitro. Era para ser apenas um bebê, mas logo veio a notícia de gêmeos. Mãe de primeira viagem, a publicitária conta que a gestação foi tranquila até que no dia 30 de abril começou a ter sangramentos. Nem imagina que Bernardo e Augusto estavam a caminho.

Meninos nasceram com 32 semanas e dois dias (Foto: PolyFotografias, Arquivo pessoal da família)

No começo dessa semana, então, a bolsa se rompeu e ela foi para o Hospital Santa Catarina de Blumenau para fazer o parto. Os meninos nasceram com 32 semanas e dois dias.

Continua depois da publicidade

— O Bernardo estourou a bolsa sozinho e o Augusto nasceu empelicado, o que a gente não imaginava e eu achei superespecial porque já tinha visto quando estudei sobre gestação e vi que é um caso bem raro — afirma.

Vídeo mostra nascimento de gêmeo empelicado em Blumenau: “Estava dormindo”

Bernardo nasceu com 1,8 quilo e Augusto com 1,7. Ambos vieram ao mundo nesta quarta-feira (7).

— Eles estão na UTI, intubados e com respirador, mas evoluindo bem — diz a mãe.

Parto empelicado: descubra o que é e como acontece

Samara ao lado de Bernardo e Augusto após o parto (Foto: PolyFotografias, Arquivo pessoal da família)

A ginecologista e obstetra Stephani de Brito acompanhou a gestação e fez o parto dos filhos de Samara. Ela explica que a paciente fez a fertilização de um embrião que se dividiu em dois, mas ambos na mesma placenta. Porém, em bolsas amnióticas separadas. A ideia era tentar postergar um pouco mais a vinda da dupla ao mundo, mas a mãe entrou em trabalho de parto e foi preciso fazer a cesárea.

Bernardo, que a bolsa rompeu sozinha, nasceu primeiro. Quando chegou o momento de Augusto, a surpresa:

— Conseguimos fazer com que ele saísse dentro da bolsa, que é um parto empelicado. É um parto raro, porém mais comum em gestações gemelares e principalmente em bebês prematuros. A gente opta sempre que possível por realizar esse tipo de parto, nesses casos, porque sabemos que tem um benefício principalmente de proteção contra traumas na retirada desse bebê — explica.

Continua depois da publicidade

Conforme a médica, o pequeno dormia quando nasceu e só acordou depois que a bolsa foi rompida.

Leia mais

Alimentação, pós parto, enxoval: dúvidas de maternidade reunidas em um único lugar

Veja a importância do cuidado com a saúde mental após o parto

Entenda as mudanças que ocorrem na pele durante e após a gravidez

Destaques do NSC Total