nsc
an

publicidade

Segurança

Ex-companheiro de enfermeira morta em Joinville vai a júri popular

Antonio Neto é denunciado por homicídio qualificado e corrupção de menores

31/07/2017 - 09h01 - Atualizada em: 31/07/2017 - 09h10

Compartilhe

Por Redação NSC

Está marcado para esta quarta-feira, a partir das 9 horas, o júri popular de Antonio Neto Borges de Souza, ex-companheiro de Claudia Mara Koppe, enfermeira assassinada em Joinville em janeiro de 2016.

Antonio Neto foi denunciado por homicídio qualificado e corrupção de menores. Ele é suspeito de ser o mandante do crime que ocorreu dentro da casa de Claudia, no bairro Boehmerwald, na zona Sul de Joinville. Ele foi preso em fevereiro de 2016.

Leia as últimas notícias de Joinville e região

A denúncia, oferecida pelo promotor de justiça Ricardo Paladino, destaca que o crime foi cometido na presença do filho da vítima e que Antonio teria contratado um adolescente para matar Claudia em troca de R$ 1 mil, além de fornecer a arma.

Vinte e cinco pessoas foram intimadas para a sessão, mas o júri será composto por apenas sete jurados, sorteados na quarta-feira. Quem não for sorteado será dispensado.

A 7ª Promotoria de Justiça da Comarca de Joinville informou que não haverá testemunhas de acusação ou de defesa, apenas o réu será interrogado. Ele é defendido pelo advogado Antônio Luiz Lavarda. Antonio Neto está preso preventivamente no Presídio Regional de Joinville.

Leia mais:

Mulher morre ao ser baleada em Joinville

Enfermeira sofria ameaças, dizem conhecidos

Polícia apreende adolescente suspeito de matar enfermeira em Joinville

Polícia prende ex-companheiro de enfermeira assassinada em Joinville

Polícia não descarta possibilidade de crime passional em assassinato

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade