nsc
dc

BRINQUEDOS PARA O BATALHÃO

Exército cancela compra de bonecos, chaveiros e outros brindes no valor de R$ 731 mil

Licitação do Batalhão do Exército Araguari (MG) foi divulgada na sexta pela revista Veja e cancelada no Diário Oficial dessa segunda (15)

16/03/2021 - 10h32

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Kit de churrasco e bonecos estavam entre os itens listados pelo Exército
Kit de churrasco e bonecos estavam entre os itens listados pelo Exército
(Foto: )

O 2º Batalhão Ferroviário do Exército Brasileiro, de Araguari (MG), cancelou uma licitação para a compra de R$ 731 mil em brindes, placas, materiais e equipamentos de fotografia. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União dessa segunda-feira (15). No pregão eletrônico estavam listados 200 bonecos em forma de soldado por R$ 408 cada, totalizando 81,7 mil, e 1,4 mil chaveiros por R$ 30,6 mil.

> Militares do Exército e da Marinha compraram 700 mil quilos de picanha e 80 mil cervejas em 2020

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

O pregão foi aberto na quinta-feira (11) e divulgado pela Veja no dia seguinte. O órgão esperava propostas das empresas até o dia 23 de março, mas revogou a licitação na manhã de segunda (15). 

Em nota, o Ministério de Defesa informou que “havia sido divulgado apenas o aviso da intenção de uma Ata de Registro de Preços, relacionada à aquisição destes produtos" e que o aviso foi revogado em menos de 24 horas após o seu lançamento, "por iniciativa da própria unidade militar". 

A pasta ainda informa que "sequer houve a abertura do Pregão Eletrônico no Sistema de Divulgação Eletrônica de Compras (SIDEC), conforme pode ser comprovado no próprio Sistema e no Diário Oficial desta segunda-feira".

A lista elaborada pelo Batalhão Mauá em Araguari, no Triângulo Mineiro, continha 51 itens detalhados, com fotos e especificações. Entre os objetos que o exército demonstrou interesse de compra estavam boné, abridor, moeda de coleção, câmera fotográfica digital de R$ 18 mil e álbum de fotos.

> Profissional de saúde mostra rotina atendendo pacientes na linha de frente da Covid-19

O documento escrito pelo órgão solicitava que o brasão do 2º Batalhão Ferroviário do Exército Brasileiro estivesse impresso em quase todos os itens.

Ao jornal O Tempo, o exército informou que a aquisição de brindes e placas estaria sendo feita para a Seção de Comunicação Social, a Diretoria de Obras de Cooperação em Brasília (DOC), o Centro de Engenharia de Construção (CIEng) e o Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR).

*Com supervisão de Raquel Vieira

Leia também

Colombo: "A Justiça mandou o governo de SC governar"

Ex-secretário é suspeito de furar fila da vacina contra Covid em SC

Estado tem 98,7 mil pessoas imunizadas contra Covid-19

Colunistas