nsc
hora_de_sc

PMF

Florianópolis oferece acolhimento e suporte para que pessoas em situação de rua possam construir uma nova história de vida

Centro Pop atende cerca de 525 pessoas diferentes por mês e realiza mais de mil acompanhamentos mensalmente

27/05/2022 - 13h53

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Atendimento para moradores de rua
Centro Pop oferece atendimento para moradores de rua
(Foto: )

Mais do que uma porta aberta para pessoas em situação de rua ou vulneráveis, o Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua de Florianópolis, ou Centro Pop, como é conhecido, é uma oportunidade para uma verdadeira mudança de vida. No total, o local atende, em média, 525 pessoas diferentes por mês e realiza mais de mil acompanhamentos mensalmente, sendo que alguns deles são para a mesma pessoa.

> Florianópolis amplia o número de áreas de preservação ambiental Segundo a coordenação do Centro Pop, nesta época do ano, com o frio, as pessoas em situação de rua procuram mais por abrigos, e, para atender a essa demanda, o local realiza encaminhamentos para as Casas de Acolhimento e albergues. Outra procura constante é de pessoas que querem retornar às suas cidades. Somente em 2021, foram fornecidas 161 passagens rodoviárias para o retorno aos vínculos familiares.

Atendimento personalizado para cada caso

O Centro Pop conta com equipe com profissionais especializados que atendem a todos que procuram o serviço. Com a ajuda dos educadores e psicólogos, enquanto as pessoas iniciam o processo para recuperação da autonomia, contam também com o suporte de locais de acolhimento do município.

O cadastro é realizado pela equipe de assistência social da Prefeitura
Para utilizar a estrutura, é realizado um cadastro pela equipe de assistência social da Prefeitura
(Foto: )

Assim que alguém procura o Centro Pop, os profissionais que trabalham lá buscam, primeiramente, entender a história de vida da pessoa, para só depois definir quais medidas são as mais adequadas para cada caso. “Compreendendo as demandas de cada um, podemos orientar de forma assertiva sobre as políticas disponíveis, buscando estimular um caminho que possibilite a transição e saída da situação de rua”, salienta a coordenação do Centro Pop.

Os atendimentos são realizados com psicólogos, assistentes sociais e educadores sociais, que realizam a escuta especializada, compreendendo a história de vida do indivíduo, os fatores que o levaram a estar na situação de rua, trabalhando, dessa forma, com as potencialidades na construção de novos projetos de vida que possibilitam a saída desta situação. O centro realiza atendimentos individuais e em grupos (grupo de acolhimento, grupo sobre benefícios previdenciários e grupo na Praça).

Orientações para conseguir um emprego

O objetivo não é dar o peixe, mas sim ensinar a pescar. Por isso, visando a conquista da independência financeira das pessoas que procuram o serviço, o Centro Pop fornece orientações a respeito de documentação e mercado de trabalho, que abrangem desde a busca por vagas, até o envio de currículos por e-mail.

Dessa forma, os atendimentos vão desde o cadastro no serviço, que é fornecido gratuitamente pela prefeitura de Florianópolis, até a elaboração de um plano de acompanhamento individual com construção de projeto para saída da situação de rua.

Informações importantes para acesso aos serviços públicos

Além disso, entre os serviços prestados estão o fornecimento de declaração de residência, que serve para abertura de conta em banco, para recebimento de benefícios e para trabalho e solicitações de certidões (nascimento e casamento). São realizados encaminhamentos para Centros de Saúde e CAPS, disponibilização de telefone para contatos com familiares e empregadores e orientações sobre benefícios do Governo Federal e Municipal.

> Florianópolis instala brinquedos inclusivos em unidades educativas da rede municipal

Orientações sobre como acessar os órgãos e serviços públicos também são fundamentais. Por isso, no Centro Pop, explica-se como é feito o agendamento para aposentadoria e seguridade social, e dadas orientações sobre Defensoria Pública, confecção de documentos, como identidade, por exemplo, e serviços para atendimento de migrantes internacionais.

Atendimentos realizados em 2021

Somente no ano de 2021, o Centro POP realizou 12.274 atendimentos. Desse total, 5,52% são de pessoas nativas de Florianópolis; 84,57% provenientes de outros municípios do Brasil e 9,89% provenientes de outros países. Quase a metade dessas pessoas, 48%, declaram-se como brancos; sendo que 69% são do sexo masculino; e 55% são jovens (até 29 anos).

Quem pode procurar o Centro Pop?

Qualquer pessoa pode procurar o Centro Pop. O centro fica localizado na Rua General Bittencourt, n. 239, no bairro Centro, e funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

Para saber mais acesse o site da PMF

Leia também

Avenida Mauro Ramos, no Centro de Florianópolis, vai ganhar ciclovia

Capital catarinense conta com serviço de remoção de volumosos sob demanda e por agendamento

Com número recorde de casos, como a população pode ajudar a diminuir os focos do mosquito da dengue?

Colunistas