nsc
hora_de_sc

Expectativa

Florianópolis pode ter festa de Réveillon na Beira-Mar na virada para 2022, diz prefeito

A comemoração, contudo, não deve contar com shows; confirmação da queima de fogos depende da pandemia

04/10/2021 - 09h09 - Atualizada em: 04/10/2021 - 11h03

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Milhares de pessoas compareceram à festa de Réveillon de Florianópolis em 2019
Milhares de pessoas compareceram à festa de Réveillon de Florianópolis em 2019
(Foto: )

O prefeito Gean Loureiro confirmou que há grande chance de Florianópolis ter a tradicional festa de Réveillon na virada de 2021 para 2022. O anúncio foi feito durante o lançamento do "Verão da Virada", organizado pela prefeitura da Capital.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Segundo o chefe do Executivo de Florianópolis, há 70% de chance de ter a festa de ano novo. Gean Loureiro já tinha informado com exclusividade à repórter Ana Vaz, da NSC TV, que a queima de fogos está garantida com o atual cenário da pandemia. 

O superintendente de Turismo, Vinicius de Luca Filho, disse que apesar da festa não será feita a montagem da estrutura de um palco para shows com bandas para evitar a aglomeração de pessoas. 

— O que vamos fazer é um show pirotécnico com algumas balsas na Beira-Mar Norte além da utilização da Ponte Hercílio Luz — disse.

A virada de 2019 para 2020 foi a última que aconteceu na Capital com a tradicional festa da Beira-Mar. Aquele ano foi marcado pela volta da ponte Hercílio Luz ao cenário das comemorações, com uma cascata de fogos no ponto. 

Além do show de pirotecnia, a festa também contou com shows musicais em duas estruturas, na Beira-Mar Norte e na Continental, com a presença de milhares de pessoas em toda a extensão.

> Florianópolis anuncia carnaval de rua e desfile de escolas de samba para 2022

Os procedimentos para o lançamento da licitação do ano novo de 2022 já começaram. O prefeito ainda não consegue dar a certeza da festa, mas garante a queima de fogos. Isso porque a aglomeração de pessoas na Beira-Mar de Florianópolis depende da liberação não só da prefeitura, mas também do avanço da vacinação na Capital, da permissão do governo de Santa Catarina e do Centro de Operações de Emergência em Saúde (Coes) para enfrentamento do coronavírus.

> Governo de SC projeta para novembro um novo momento da pandemia no Estado

Até dezembro, o Estado prevê que as pessoas não precisarão usar máscara em ambientes abertos em Santa Catarina. Essa medida está sendo avaliada pela Secretaria de Estado da Saúde, que espera atingir em outubro um índice de 70% de vacinados contra o coronavírus e a partir de então tornar o uso do equipamento opcional em espaços ao ar livre.

Leia também

Grife de Blumenau vai a leilão e pode voltar ao mercado; veja

Motorista capota carro após dormir ao volante na SC-403

Cão morre de fome e homem é preso por maus-tratos em SC

Colunistas