nsc
hora_de_sc

Perigo

Florianópolis tem 14 escorpiões-amarelos achados em caixa de esgoto; 9 bairros registram casos

Estado já teve mais de 30 cidades com registros da espécie desde 2012

28/05/2021 - 18h09 - Atualizada em: 28/05/2021 - 19h33

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Florianópolis teve 14 escorpiões-amarelos encontrados em caixa de esgoto
Florianópolis teve 14 escorpiões-amarelos encontrados em caixa de esgoto
(Foto: )

Quatorze escorpiões-amarelos foram encontrados em um único local na tarde de quinta-feira (27), na Praia Brava, em Florianópolis. Segundo informações do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), os animais estavam em uma caixa de esgoto de um condomínio da região, no Norte da Ilha.

Criminosos mataram PM em bar de São Bento do Sul para roubar armas, diz investigação

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Com mais esse registro, Florianópolis já tem casos de escorpiões-amarelos encontrados este ano em pelo menos nove bairros. Todas essas regiões são consideradas com infestação. Como essa espécie se reproduz sozinho, basta um registro do animal para a região assumir essa condição.

O escorpião-amarelo é considerado o mais perigoso e responsável pela maior parte dos acidentes no Estado. Embora a maioria das picadas resulte em quadros leves e com duração limitada, ela pode causar diversos sintomas e complicações. Quem for atingido deve procurar imediatamente o hospital de referência mais próximo.

A Vigilância Epidemiológica do município não divulgou o total de casos de animais encontrados este ano, mas sustenta que o número de registros não corresponde à realidade porque “uma pequena parcela da população entra em contato com o serviço de saúde” ao encontrar essas espécies.

SC terá 'novo' decreto de combate à pandemia para junho; veja como deve ficar

A cidade já teve localizados animais da espécie escorpião-amarelo (Tityus serrulatus) e também da espécie de nome científico Tityus trivitattus, que é considerado pertencente à fauna local.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) informou que o Estado não foi comunicado da captura dos 14 escorpiões nesta quinta, mas pontuou que são encontrados escorpiões-amarelos na Praia Brava desde 2017.

Veja bairros de Florianópolis com registros de escorpiões em 2021

Cachoeira do Bom Jesus (2 regiões);

Canasvieiras (2 regiões);

Córrego Grande;

Ingleses (2 regiões);

Praia da Joaquina;

Ponta das Canas;

Praia Brava;

Tapera;

Vargem Grande.

Veja como fica a vacinação contra a Covid-19 em SC com a mudança nos grupos prioritários

SC já teve ao menos seis cidades com escorpiões em 2021

O escorpião-amarelo é considerado mais grave e com maior poder de infestação porque pode se reproduzir pela chamada partenogênese – só existem fêmeas e todo indivíduo adulto pode se reproduzir sem a necessidade de acasalamento. Um único escorpião-amarelo pode dar origem a mais 17 filhotes.

Por conta desse alto poder de disseminação, basta que um único animal seja encontrado para que o local seja considerado infestado. Essa classificação ocorre em diferentes níveis, dependendo da quantidade de registros, e exige medidas como buscas ativas todos os anos para localizar possíveis escorpiões-amarelos.

Em Santa Catarina, 31 cidades já tiveram escorpiões-amarelos encontrados desde 2012 e são considerados em situação de infestação, em diferentes níveis, segundo dados da Dive. Em 2021, seis municípios já comunicaram à Dive-SC terem encontrado animais desta espécie. Joinville, no Norte do Estado, também teve registros recentes que devem entrar nos números da Dive, levando a sete cidades.

O maior número até agora ocorreu em Itajaí, onde houve 660 escorpiões localizados até 26 de maio, de acordo com o Estado. Há casos em que a comunicação dos municípios ao Estado ocorre com diferença de tempo, o que faz com que números municipais possam ser maiores do que os registros do Estado.

Casos de escorpião-amarelo quase dobram em Itajaí e geram alerta à população

Número de escorpiões achados em 2021 já supera o de 2020

Santa Catarina já registrou mais escorpiões encontrados em menos de cinco meses de 2021 do que em todo o ano de 2020. Segundo números da Dive, o Estado já teve 731 animais dessa espécie localizados, contra 614 registrados no último ano. Um dos motivos da diferença é atribuído à diminuição das buscas ativas ocorridas em 2020, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Além do número de vezes em que um animal é encontrado, o Estado também contabiliza os acidentes envolvendo escorpiões, que é quando alguma pessoa é picada por escorpião. Nesse caso, SC já teve 135 registros até o dia 26 de maio. Somente dois necessitaram de soro antiveneno, que costuma ser aplicado apenas em casos de moderados a graves. No mesmo período do ano passado, de janeiro a maio, foram 154 acidentes em SC – um deles tratado com soro.

Leia também

SC já registra mais escorpiões achados em 2021 do que em todo 2020; veja como se proteger

Professora de pintura dá vida a pontos de ônibus e leva arte às ruas em SC

Suspeito de 22 abusos sexuais em creche de Itapema se entrega à polícia

Lages, Rio do Sul e Araranguá terão penitenciárias industriais a partir de 2022

Colunistas