nsc
hora_de_sc

Violência contra mulher

Ginecologista condenado por violação sexual contra pacientes em Florianópolis recorre da decisão

Ele foi condenado a oito anos de reclusão em regime semiaberto

22/10/2020 - 18h33 - Atualizada em: 22/10/2020 - 18h35

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Três mulheres denunciaram o médico de Florianópolis por crime de violação sexual
Três mulheres denunciaram o médico de Florianópolis por crime de violação sexual
(Foto: )

O médico ginecologista de Florianópolis que foi condenado a oito anos de prisão por crimes de violação sexual contra suas pacientes recorreu da decisão da Justiça, segundo apurado pela NSC TV. Edison Natal Fedrizzi foi denunciado por pelo menos três mulheres, por cometer abusos em seu consultório médico. 

> Uma pessoa é estuprada a cada duas horas em SC, aponta Anuário de Segurança Pública

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

A polícia descobriu os assédios depois de uma série de denúncias. Durante as investigações, a polícia cumpriu cumprido mandado de busca e apreensão no consultório do acusado, onde também encontrou medicamentos abortivos de uso controlado. 

> SC registra mais de um aborto por mês em meninas entre 10 e 14 anos

A sentença determinou pena de 8 anos, 11 meses e 10 dias de reclusão, em regime semiaberto, pela prática dos três crimes de violação sexual mediante fraude. O Ministério Público de Santa Catarina também ingressou com recurso e busca nova condenação contra o médico. 

A reportagem da NSC TV não localizou a defesa do médico acusado, que recorre da decisão em liberdade.

Leia também

> Mulheres com mais de 40 anos podem fazer exames e tratamento contra o câncer de mama gratuitamente em SC

"Não vamos deixar o medo do exame fazer com que a doença piore", diz jovem que teve câncer de mama em SC

> Câncer de mama: como se cadastrar para cirurgia de reconstrução em SC

Colunistas