nsc
santa

Saúde

‘Guerra das vacinas’, desafios pós-Covid, vacinação até setembro: a visita do ministro da Saúde a Blumenau

Marcelo Queiroga também prometeu 63 milhões de doses em agosto e liberou recursos para saúde em cidades de SC

30/07/2021 - 17h16 - Atualizada em: 30/07/2021 - 17h29

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Ministro Marcelo Queiroga visitou central de vacinação e hospitais de Blumenau nesta sexta
Ministro Marcelo Queiroga visitou central de vacinação e hospitais de Blumenau nesta sexta
(Foto: )

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reafirmou a intenção de vacinar toda a população adulta do Brasil com a primeira dose até setembro deste ano, e com as duas doses até o final de 2021. A fala ocorreu nesta sexta-feira (30), durante visita a Blumenau. Para alcançar essa meta, que já havia sido projetada por ele há cerca de um mês, o ministro prometeu a entrega de 63 milhões de doses em agosto e mais 63 milhões em setembro.

SC tem 27 cidades com mais de 20% da população infectada com a Covid-19

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Após a fala, o senador Espiridião Amin (Progressistas), que acompanhou a visita assim como o senador Jorginho Mello (PL) e deputados federais de SC, lembrou que para atingir essa meta seria necessário vacinar mais de 2 milhões de pessoas por dia nos próximos dois meses. Queiroga, então, disse que o sistema público de saúde tem capacidade para vacinar até 2,4 milhões por dia, e criticou o fato de empresários que terem participado da compra de vacinas.

– Quando assumi o Ministério da Saúde, se duvidava da capacidade do PNI (Programa Nacional de Imunizações) de vacinar. Diziam que os empresários iriam trazer vacinas. Até hoje não chegou uma dose, zero dose. Todas as doses foram adquiridas pelo governo federal – discursou o ministro

Mais tarde, em entrevista coletiva, Queiroga disse que o país já tem 600 milhões de doses milhões e com a chegada de mais doses, “a velocidade (da campanha) será a desejada por todos”.

– Não vai faltar vacina – afirmou.

Apesar disso, nesta semana Florianópolis e outras cidades de SC estacionaram a vacinação e deixaram de chamar novas faixas etárias por terem recebido poucos imunizantes destinados à primeira dose.

Família de Florianópolis tapa frestas de casa com papelão e mostra lado cruel do frio

Desafios pós-Covid

Queiroga disse esperar que vacinar toda a população adulta “ponha fim ao caráter pandêmico” da Covid-19 no Brasil, mas recorreu a Lulu Santos para manifestar preocupação com as demandas de saúde que virão após essa fase.

– ‘Nada do que foi será do jeito que já foi um dia’. Temos que aceitar outros desafios. As síndromes pós-Covid, os problemas neurológicos, renais, de saúde mental. Temos que nos preparar, preparar o orçamento para em 2022 enfrentar com eficácia esses problemas que vão se somar aos que já temos – projetou.

SC amanhece com frio extremo de -8,9 °C e abaixo de zero em todas as regiões; veja fotos

“Guerra das vacinas”

Marcelo Queiroga anunciou recursos para SC e prometeu vacinação de todos os adultos com primeira dose até setembro
Marcelo Queiroga anunciou recursos para SC e prometeu vacinação de todos os adultos com primeira dose até setembro
(Foto: )

O ministro disse que no último mês o país experimentou 40% de redução de casos e óbitos por Covid-19, e reclamou das críticas nos casos de falta de doses.

– Oswaldo Cruz enfrentou a revolta das vacinas e eu vivo a guerra das vacinas. Porque se atrasa uma dose, foi o Ministério da Saúde que atrasou. Mas ninguém lembra que já aplicamos mais de 100 milhões de doses – questionou.

Volta às aulas: veja o que muda nas medidas contra a Covid-19 das escolas de SC

Recursos para oncologia e combate ao AVC

A visita do ministro Marcelo Queiroga a Blumenau teve pela manhã uma visita à central de vacinação da cidade, no Parque Vila Germânica. O ministro elogiou a estrutura, o sistema informatizado de agendamento de vacinação e afirmou que “Blumenau é um exemplo de sucesso no enfrentamento à pandemia de Covid”.

À tarde, ele visitou as obras do novo Centro de Alta Complexidade da Renal Vida e os hospitais Santa Isabel e Santo Antônio. Nesses locais, assinou liberações de recursos para diferentes áreas da saúde de SC.

Entre os anúncios feitos pelo ministro estão serviços de radioterapia, hematologia e oncologia pediátrica oferecido em uma unidade de alta complexidade de oncologia no Hospital Santo Antônio.

Outra portaria assinada por Queiroga habilita um centro de atendimento de urgência e emergência para pacientes com AVC, em Chapecó, no Oeste de SC. Por fim, um termo de compromisso ainda definiu a ampliação das equipes de atenção básica com mais equipes de saúde da família para SC.

Leia também

Mapa de risco da Covid em SC terá novos critérios a partir deste fim de semana

Pomar congelado e "bolhas de gelo": frio intenso em SC cria paisagens impressionantes

Quais os riscos de não tomar a segunda dose de vacina da Covid-19

Colunistas