nsc
an

Coronavírus

Joinville tem mais de 1 mil mortes por Covid-19 após 12 meses de pandemia

Entenda como ocorreu o avanço da pandemia na cidade entre março de 2020 a março de 2021

31/03/2021 - 16h16 - Atualizada em: 31/03/2021 - 16h44

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
foto mostra cemitério
Números foram registrados pelo Governo do Estado em atualização nesta quarta-feira (31)
(Foto: )

Joinville registrou mais de 1 mil mortes por Covid-19 até esta quarta-feira (31), de acordo com os dados divulgados pelo governo do Estado. Metade destas vítimas morreu ao longo dos últimos três meses em decorrência das complicações da doença.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Apenas em março, foram 275 pessoas que deixaram suas famílias e amigos por causa do coronavírus. Foi o mês com mais óbitos na cidade desde o início da pandemia, com mais do que janeiro e fevereiro somados. Nesta quarta-feira, o Estado registrou mais 18 mortes segundo o boletim divulgado no fim da tarde.

Com isso, a cidade atingiu 1 mil mortes, um dia após completar um ano da primeira vítima fatal da pandemia. Era 30 de março de 2020, dias após o vírus chegar à cidade, quando a população soube da primeira morte: o empresário Mario Borba, de 68 anos, havia contraído a doença durante uma viagem, foi internado em estado grave no hospital e não resistiu às complicações.

> "Ninguém sabia como lidar com aquilo", recorda filha de primeiro joinvilense a morrer por coronavírus

Mais 13 dias se passaram até acontecer a segunda morte por Covid em Joinville, outros 11 dias até a terceira morte e aos poucos o intervalo entre as vítimas foi ficando menor. Mesmo assim, demorou mais de 100 dias para que a cidade chegasse à marca de 100 mortos pela doença, em 22 de julho, já durante o primeiro pico do vírus. 

Em julho e agosto as mortes dispararam, mas, em setembro, começaram a cair, fazendo com que os números de outubro e novembro chegassem a um patamar muito próximo do início da pandemia. Só que, em dezembro, a situação piorou novamente e, no dia em que completou nove meses da primeira morte, Joinville alcançou as 500 mortes por Covid.

Desde então, a situação piorou ainda mais. Em 2021, outras 500 mortes foram registradas em um intervalo de apenas três meses, chegando a 1 mil mortos pela doença nesta quarta-feira. Isso significa que a cidade teve, em média, uma morte a cada quatro horas desde o início de 2021.

Monitor da vacina: veja o avanço da vacinação contra Covid-19 em SC

Perfil das vítimas da Covid em Joinville

Os homens representam a maior parte das vítimas da Covid-19 até agora em Joinville. Foram 555 mortes (55,3%) de pessoas do gênero masculino desde o início da pandemia e outras 448 (44,7%) de joinvilenses do gênero feminino.

A faixa etária com mais mortos é de 70 a 79 anos, com 281 vítimas (28%), enquanto a faixa de 60 a 69 anos já teve 250 pessoas que morreram por causa da Covid. Se considerar a faixa de idosos com 60 anos ou mais, foram 813 mortes, representando 81% do total registrado até agora na cidade.

A vítima mais jovem da Covid em Joinville foi uma bebê de apenas sete meses, que morreu no último dia 23. Já as vítimas mais idosas foram um homem e uma mulher de 100 anos, que falecem em 5 de setembro e 6 de julho, respectivamente. Ele era morador do bairro Iririú e ela vivia no Costa e Silva.

> "Se não fosse a Covid-19, ela estaria com a gente agora", diz mãe de bebê que morreu em Joinville

Leia também:

Oito a cada dez pessoas intubadas morrem na segunda onda em SC

Sete crianças morrem por Covid-19 em menos de 30 dias em Santa Catarina

> SC oficializa critério que define quem tem direito a leito de UTI quando há lotação

Colunistas