nsc
an

Imunização

Joinville vai dividir agendamento para vacinação de pessoas com mais de 50 anos; veja os horários

Foram abertas 4 mil doses pela manhã e outras 5,3 mil para agendamento durante a tarde, de forma escalonada

11/06/2021 - 07h05 - Atualizada em: 11/06/2021 - 14h17

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Vacina contra a Covid-19
Vacina contra a Covid-19
(Foto: )

Os moradores de Joinville com idades acima de 55 anos terão de realizar o agendamento da vacina contra a Covid-19 de forma escalonada nesta sexta-feira (11). A decisão da prefeitura em dividir os grupos por horários ocorreu para evitar quedas no sistema de agendamento, como já registrado em momentos anteriores. 

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A partir das 11 horas foram abertos 4 mil horários para o público acima de 55 anos e, após o esgotamento das vagas, o município anunciou 5,3 mil novos horários a serem abertos a partir das 16 horas.

Assim que esgotados os horários, a prefeitura vai abrir mais horários para o público de 50 anos ou mais, como divulgado na última quinta-feira (10) pelo secretário da Saúde, Jean Rodrigues da Silva. Isso deve acontecer durante a tarde desta sexta-feira.

O secretário exemplifica: na última abertura de agendamentos, que disponibilizava 20 mil horários, o site recebeu 250 mil acessos em 30 minutos. Em razão disso, o site sobrecarregou e gerou problemas de acesso para a população. 

“Em função do grande volume de pessoas que buscam o agendamento, o escalonamento faz com que o número de acessos ao site seja dividido, evitando sobrecarregar o servidor e paralisar o sistema”, explica Jean Rodrigues da Silva, secretário da Saúde de Joinville.

> “Poderá ser mais rápido”, estima secretário de Saúde de Joinville sobre calendário de vacinação

Como será o escalonamento nesta sexta-feira 

O agendamento é realizado de forma escalonada, em intervalo de 30 minutos, por meio do site joinville.sc.gov.br. Caso as doses esgotem antes da abertura de todos os grupos, o agendamento será encerrado. Estas doses serão aplicadas durante o fim de semana, na Central de Imunização de Joinville e na Sala de Imunização do Garten Shopping. 

> Joinville teve 700 notificações de reações da vacina contra Covid; entenda os efeitos

- 11h: Pessoas com comorbidades, trabalhadores da saúde, trabalhadores da educação, trabalhadores das forças de segurança pública, trabalhadores da limpeza urbana ou manejo de resíduos sólidos, trabalhadores do transporte coletivo urbano ou rodoviário de passageiros, trabalhadores do transporte aeroportuário, portuário ou aquaviário e caminhoneiros.

- 11h30: Pessoas com 58 anos ou mais.

- 12h: Pessoas com 57 anos.

- 12h30: Pessoas com 56 anos.

- 13h: Pessoas com 55 anos.

- 16h: abertura de 5,3 mil doses para pessoas com 58 anos ou mais.

- 16h30: Caso ainda haja disponibilidade de vagas, abertura para pessoas com 57 anos.

- 17h: Caso ainda haja disponibilidade de vagas, abertura para pessoas com 56 anos.

- 17h30: Caso ainda haja disponibilidade de vagas, abertura para pessoas com 55 anos.

> Moradores de Joinville recusam vacina da Covid ao tentar escolher marca do imunizante

Grupos prioritários

Os grupos prioritários considerados são definidos no Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde. No portal de agendamento da vacinação (joinville.sc.gov.br), estão disponibilizadas todas as informações sobre os contemplados em cada grupo.

Para ser vacinado, é necessário apresentar documento de identificação com foto. Aos pertencentes aos grupos prioritários, também será necessário um documento que comprove a condição. A lista completa também está disponível no site da prefeitura.

Pessoas com doenças imunossupressoras, exceto as que convivem com HIV, devem apresentar laudo médico autorizando a receber o imunizante. Pacientes oncológicos, transplantados e renais crônicos também precisam apresentar recomendação médica.

Leia também:

> Paraná recomenda teste contra Covid para turistas que passaram feriadão em SC

> Joinville pode ter vacina contra a dengue na rede pública a partir de outubro

Colunistas