nsc
an

Epidemia

Joinville pode ter vacina contra a dengue na rede pública a partir de outubro

Município quer lançar edital de licitação para compra de doses até início de agosto

11/06/2021 - 06h00

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, encontrado em Joinville
Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, encontrado em Joinville
(Foto: )

Joinville pode ter uma vacina contra a dengue na rede pública de saúde a partir de outubro deste ano. É a expectativa da Secretaria da Saúde, que prevê o lançamento do edital de licitação para compra das doses até o início de agosto.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O município trabalha na elaboração do planejamento de compra e no termo de referência técnica, que vão determinar, por exemplo, a quantidade de doses a serem compradas pela Secretaria da Saúde.

Segundo o secretário, como se trata da aquisição de produto, o processo de licitação não é complicado e a aplicação das doses deve começar cerca de 60 dias após o lançamento do edital.

> "Sempre sorrindo e pronta para ajudar", diz irmã sobre mulher que morreu de dengue em Joinville

Até quinta-feira (10), Joinville havia confirmado 10.868 casos de dengue e três mortes por causa da doença na cidade. O alto número de contágio preocupa o município pela possibilidade de ter casos mais graves no próximo ano.

- Essa medida não tem nada a ver com o combate ao mosquito. A vacina vem para diminuirmos os agravamentos e os óbitos por dengue que poderemos ter no ano que vem - aponta Jean.

> Dengue em Joinville: com 10 mil casos no ano, veja o perfil dos infectados e como se cuidar

Vacina apenas para quem já teve a doença

A vacina para dengue pode ser tomada apenas por quem já teve a doença. Como uma segunda infecção do vírus tem mais chances de causar dengue grave ou hemorrágica, a vacina ajuda a evitar esses agravamentos futuros.

O imunizante é recomendado para pessoas de 9 a 45 anos, que moram em regiões endêmicas. Atualmente, ele está disponível apenas em laboratórios privados, com preço médio de R$ 210, e com a obrigatoriedade de prescrição médica. 

No caso da rede pública, o secretário da Saúde afirma que será necessário a comprovação da infecção prévia por meio de exames. A prefeitura trabalha na aquisição de 400 mil testes para detecção do vírus ainda no segundo semestre de 2020. Eles serão usados também para ajudar no processo de vacinação contra a dengue.

> Dengue em Joinville: "nosso grande desafio são os recipientes domésticos", diz secretário de Saúde

Sintomas

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), a febre alta é o primeiro indicador de dengue e aparece associada a demais sintomas. Confira abaixo:

- Febre alta (39° a 40°C): aparece abruptamente e tem duração de 2 a 7 dias.

- Dor de cabeça

- Fraqueza

- Dores: no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos

- Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos, podendo atingir face, tronco, braços e pernas

- Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem estar presentes.

Leia também:

Vacina contra Covid: Joinville recebeu 33 mil doses a menos do que Florianópolis

Joinville vai abrir agendamento para vacinar pessoas com 50 anos ou mais contra Covid

Vacina para juízes e promotores que atuam em presídios gera polêmica entre entidades em Joinville

Colunistas