O colapso do bairro do Mutange, em Maceió, capital do Alagoas, não aconteceu no começo da manhã desta sexta-feira (1º), como previsto inicialmente pelas autoridades, mas o afundamento da área é questão de tempo, segundo técnicos. Nas últimas 48 horas foi registrado um afundamento de um metro e seis centímetros do solo.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Esse afundamento do solo é provocado por uma das minas de sal-gema da indústria petroquímica Braskem. O risco de colapso provocou a evacuação do Hospital Sanatório, que fica na região. As consequências ainda são incertas, mas toda área do bairro Mutange, um dos cinco bairros de Maceió afetados pela mineração de sal-gema, está desocupada.

Em 72 horas, mina em Maceió afunda quase 2 metros: “cratera do tamanho do Maracanã”

O prefeito João Henrique Caldas (PL) decretou, inclusive, estado de emergência por 180 dias na capital alagoana na noite desta quarta-feira (29).

Continua depois da publicidade

Entenda o caso

Somente neste mês, foram cinco abalos sísmicos sentidos nos bairros do Mutange, Bebedouro e Pinheiro, segundo a Defesa Civil Municipal, que alertou, na quarta-feira (29), para o “risco iminente de colapso em uma das minas monitoradas”. O afundamento do solo poderia provocar o surgimento de uma imensa cratera.

Cidade do nordeste brasileiro está afundando? Risco de cratera força evacuação de hospital

Parte das minas da Braskem estão em processo de fechamento desde que o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) confirmou que a extração de sal-gema foi a principal causa do afundamento do solo, o que levou à desocupação de mais de 14 mil imóveis em cinco bairros da cidade.

As cidades que já afundaram ou desapareceram na história do mundo

De acordo com a Braskem, a movimentação no solo foi registrada “em um local específico, dentro das áreas de serviço da companhia, nas proximidades da Av. Major Cícero de Goes Monteiro”, que foi isolada preventivamente.

*Com informações de Metrópoles

Leia também

VÍDEO: Asfalto cede e abre cratera em rodovia no Oeste de SC

Após pausa nas chuvas, ao menos sete rodovias de SC seguem interditadas

VÍDEO: Em 11 minutos, dois caminhões evitam acidentes na área de escape entre SC e PR

Destaques do NSC Total