nsc
    an

    Operação Ponto Fraudado

    Médicos de Joinville flagrados dormindo durante expediente pagaram fiança de R$ 31 mil

    Eles foram soltos e irão aguardar o julgamento em liberdade

    17/12/2020 - 05h28

    Compartilhe

    Cláudia
    Por Cláudia Morriesen
    foto mostra fachada do hospital e carro da polícia
    Operação Ponto Fraudado foi deflagrada no Hospital Regional de Joinville
    (Foto: )

    Os dois médicos presos em flagrante em Joinville por serem encontrados dormindo em casa após registrarem o ponto no Hospital Regional Hans Dieter Schmitd nesta terça-feira (15) pagaram fianças e foram liberados no mesmo dia. As informações foram confirmadas pelo delegado Rafaello Ross, que coordena a Operação Ponto Fraudado, que foi deflagrada nesta terça-feira em parceria com a Divisão de Investigação Criminal (DIC). 

    > Médicos suspeitos de fraudar o ponto recebem salários de R$ 9 mil a R$ 20 mil

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    No total, 11 médicos são investigados por registrarem o ponto, marcando o início do expediente como servidores públicos na unidade de saúde administrada pelo Governo do Estado, mas não cumprirem as atividades. Segundo a Polícia Civil, no período em que foram monitorados, os profissionais foram vistos saindo do hospital para atenderem em suas clínicas, para fazer compras, para praticar esportes e até para ir ao motel.  

    Os dois médicos presos pagaram R$ 31 mil cada. Eles agora vão responder ao processo em liberdade. Ross destacou que as prisões foram homologadas pelo Poder Judiciário que, inclusive, determinou restrições profissionais importantes aos médicos. As informações foram apuradas pelo repórter André Lux, da equipe da NSC TV Joinville.

    > Médico investigado por fraude no ponto foi flagrado indo ao motel no horário de trabalho

    Em nota, o Governo do Estado informou que não irá divulgar mais informações sobre o caso durante as investigações. "Oficialmente, a Secretaria do Estado de Saúde (SES) aguarda os desdobramentos da investigação e abrirá sindicãncia. Lembrando que foi a própria direção da unidade quem denunciou o caso para apuração", publicou.

    Leia também

    Moradora de SC joga máscaras pela rua após flagras de desrespeito; veja vídeo

    > Quatro pessoas morrem em acidente na SC-416, em Itapoá

    > Joinville tem 97% de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 mesmo após abertura de novas vagas​​

    Colunistas