nsc
    dc

    Governo de SC

    Moisés é notificado sobre decisão do Tribunal do Impeachment que o afasta do governo de SC

    Governador ficará afastado até julgamento definitivo de processo, que deve ocorrer em até 180 dias. A vice, Daniela Reinehr, assumirá como governadora nesta terça-feira (27)

    26/10/2020 - 11h05 - Atualizada em: 26/10/2020 - 13h22

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Carlos Moisés da Silva
    Carlos Moisés da Silva
    (Foto: )

    O governador Carlos Moisés da Silva (PSL) foi notificado na manhã desta segunda-feira (26) sobre a decisão do tribunal de julgamento que o afastou do cargo no processo de impeachment. A notificação foi feita no fim da manhã, por oficial de justiça na Casa d’ Agronômica, residência oficial do governador, em Florianópolis.

    > Como ficam o governo de SC e os processos de impeachment

    A vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido), assumirá oficialmente como governadora interina nesta terça-feira (27). Ainda não há definição sobre horário e local da sonelidade.

    Moisés e Daniela devem se encontrar em uma reunião com secretários de governo na tarde desta segunda-feira. No sábado, os dois conversaram por telefone, e a vice-governadora se reuniu com secretários de Moisés. 

    Carlos Moisés foi afastado temporariamente após decisão do tribunal especial de julgamento, formado por deputados e desembargadores, no processo de impeachment que trata de um aumento salarial concedido a procuradores do Estado.

    A sessão do tribunal ocorreu na sexta (23) e se estendeu até a madrugada de sábado (24). Moisés foi afastado por 6 votos a 4. A vice Daniela Reinehr também era alvo do mesmo processo, mas o tribunal decidiu arquivar a acusação contra ela por 6 votos a 5.

    > Nota oficial de Daniela fala em união e faz aceno aos poderes

    Agora, Carlos Moisés ainda poderá retornar ao cargo caso consiga a absolvição no julgamento final do tribunal, que tem um prazo de até 180 dias para uma decisão definitiva sobre esse processo de impeachment.

    Antes de voltarem a se reunir para julgar o caso, os desembargadores e deputados que integram o tribunal de julgamento vão ter acesso a testemunhas e provas apresentadas pela acusação e pela defesa.

    ''Máfia da toga'': imagens flagram deputado criticando os desembargadores

    Processo de impeachment dos respiradores

    Moisés também é alvo de outro processo de impeachment – este por conta da compra de respiradores com pagamento adiantado e sem garantias no início da pandemia de covid-19.

    > Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    Este processo já foi aprovado no plenário da Assembleia Legislativa (Alesc) e agora também segue para análise de um tribunal de julgamento – que terá composição diferente do grupo que analisa o primeiro pedido. O sorteio para a definição dos desembargadores que vão integrar esse segundo tribunal ocorre na segunda-feira (26). Na Assembleia Legislativa, ainda não há data para a eleição dos cinco dos deputados que vão compor o tribunal.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas