nsc
dc

ÓBITO POR COVID

Morre catarinense de 59 anos que foi transferido ao Espírito Santo para tratar a Covid

Hércules Senger é a terceira pessoa que vai a óbito após ser transferido para o estado Capixaba; dois pacientes continuam em tratamento

16/03/2021 - 12h40 - Atualizada em: 16/03/2021 - 14h32

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Morador de Chapecó já tinha trabalhado na Brigada Militar do RS
Hércules já tinha trabalhado na Brigada Militar do RS
(Foto: )

Mais um paciente transferido de Santa Catarina morreu no Espírito Santo durante o tratamento da Covid-19. Hércules Antonio Senger, de 59 anos, foi a óbito na noite de segunda-feira (15) no Hospital Dr. Jayme Santos Neves, na cidade de Serra, região metropolitana de Vitória (ES). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

> SC registra 102 mortes de pacientes com Covid-19 à espera de leito de UTI desde fevereiro

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

O paciente, natural de Santo Ângelo (RS), foi a terceira pessoa que morreu lutando contra a Covid-19 após ser transferido para o estado capixaba. Dois catarinenses continuam em tratamento no Sudeste.

Hércules, morador de Chapecó, e Ivani Ratkiewcz, de 63 anos, que foi a segunda paciente que morreu após ser transferida para o Espírito Santo, vão ser transportados na tarde desta terça-feira (16) pelo Arcanjo 2 para Florianópolis. A aeronave já está no Espírito Santo e fará o translado entre a Capital de SC e Chapecó no começo da manhã de quarta (17).

O morador do Oeste, que já foi policial da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, foi o quinto e último paciente a ser transferido antes de o Espírito Santo encerrar o recebimento de catarinenses. O homem foi transportado na terça-feira, 9 de março, pelo Arcanjo 2, e chegou em Vitória por volta das 15h30.

Ele estava internado no Hospital Regional do Oeste (HRO), esperando por um leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

> Sem praias nem aulas: veja as regras na Grande Florianópolis

Transferências e mortes

Ao todo, cinco catarinenses foram transportados para o Espírito Santo entre 3 e 9 de março. Um homem de 34 anos foi o primeiro a morrer após a transfernência. Nos últimos dois dias, morreram uma mulher de 63 anos e um homem de 59. Dois pacientes seguem internados no Hospital Dr. Jayme Santos Neves, na Serra.

O governo do Espírito Santo havia disponibilizado até 16 leitos de UTI para Santa Catarina, mas apenas cinco pacientes foram recebidos no estado capixaba. Após o aumento das internações na região, a Secretaria de Saúde suspendou o recebimento de pacientes de outros lugares do Brasil.

*Com supervisão de Raquel Vieira

Leia também

Como ficou o grupo que deve decidir sobre lockdown em SC

Vídeo mostra como é a rotina na linha de frente da Covid-19; veja

Homem incendeia o próprio carro após veículo ser apreendido pela polícia

Colunistas