nsc
dc

Polícia

Mulher divulga 'nudes' do ex-namorado por vingança e acaba indiciada pela polícia em SC

Após o fim do relacionamento, ela enviou fotos íntimas do homem para atual namorada dele

10/11/2021 - 07h29 - Atualizada em: 10/11/2021 - 13h47

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Crime tem pena de 1 a 5 anos de prisão, segundo Código Penal
Crime tem pena de 1 a 5 anos de prisão, segundo Código Penal
(Foto: )

Uma mulher de 30 anos foi indiciada na terça-feira (9) por divulgar “nudes” do ex-namorado, em Quilombo, no Oeste de Santa Catarina. Segundo a Polícia Civil, após o fim do relacionamento, ela enviou fotos do homem em momentos íntimos para a nova namorada dele.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O casal esteve junto em 2020. Durante esse tempo, o homem de 32 anos enviou fotos íntimas para a então namorada. Logo após o fim do relacionamento com a indiciada, a vítima começou a namorar outra pessoa.

Conforme a polícia, a mulher usou um número de celular cadastrado em nome de uma terceira pessoa e encaminhou as fotos à nova companheira do ex. O homem então registrou boletim de ocorrência.

As investigações duraram um ano e durante o período a polícia chegou a cumprir mandados de busca e apreensão.

A mulher foi indiciada pela divulgação das imagens. O crime está previsto no artigo 218-C do Código Penal Brasileiro e prevê pena de 1 a 5 anos de prisão.

Golpes de “sextorsão”

Casos que envolvem golpes com “nudes” são comuns em Santa Catarina. Uma investigação da Polícia Civil em abril deste ano apontou que criminosos se passavam por delegados para extorquir vítimas após o envio de fotos íntimas.

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Santa Catarina (Adepol-SC) chegou a emitir nota alertando sobre o golpe. A vítima era abordada por um perfil falso e após o envio das imagens era coagida por uma terceira pessoa a transferir dinheiro.

Outro caso foi registrado em julho deste ano. Quatro pessoas foram indiciadas em Criciúma, no Sul de Santa Catarina, por aplicarem o “golpe das nudes”. De acordo com as investigações, em um ano, o grupo teria acumulado cerca de R$ 1,2 milhão em extorsões.

Também em junho, quatro integrantes de uma quadrilha do Rio Grande do Sul foram condenados por aplicar esse tipo de golpe contra um morador de Rio do Sul, no Vale do Itajaí. Eles conseguiram R$ 8 mil com a vítíma e chegaram a zombar dos catarinenses no dia da prisão ao dizer: “Bons pagadores”.

Leia também 

Criminosos que zombaram de catarinenses são condenados por golpe dos nudes

​Stalking faz uma vítima a cada cinco dias em SC

Saiba como denunciar o crime de stalking; cuidado com o prazo

Colunistas