nsc
    an

    CICLONE

    Mulher morre em carro atingido por árvore durante ciclone em Itaiópolis

    Morte aconteceu na terça-feira (30), quando ela comemorava aniversário de 37 anos

    01/07/2020 - 09h37 - Atualizada em: 01/07/2020 - 11h49

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Carro precisou ser aberto para retirar vítimas do interior
    Carro precisou ser aberto para retirar vítimas do interior
    (Foto: )

    Uma mulher de 37 anos morreu após uma árvore cair sobre o carro na terça-feira (30) em Itaiópolis, no Planalto Norte de Santa Catarina. A queda do eucalipto aconteceu durante o vento forte causado pela passagem de um ciclone pelo Estado. Miraci Fernandes foi uma das nove pessoas que morreram em cidades catarinenses.

    > "Estava sempre batalhando pelos filhos", diz amiga de mulher que morreu após carro ser atingido por árvore durante ciclone em Itaiópolis

    Miraci morreu no dia em que comemorava o aniversário de 37 anos. Segundo a prefeitura de Itaiópolis, ela estava trabalhando na venda de planos funerários na localidade de Lomba do Meio, no interior do município, quando o veículo foi atingido pela árvore.

    Três pessoas estavam no carro no momento do acidente. Segundo o município, com informações dos bombeiros, o motorista não se feriu e as outras duas ocupantes estavam encarceradas. Quando os bombeiros chegaram ao local, Miraci não havia resistido aos ferimentos e estava sem sinais vitais. A outra vítima foi levada com ferimentos para o hospital.

    Segundo a amiga Cleunice de Fátima Squioquet, 34 anos, essa era a maior qualidade de Miraci: uma mulher guerreira, que batalhava independentemente das condições de tempo para conseguir sustentar os três filhos sozinha. 

    Miraci está sendo velada na Capela Mortuária Municipal de Itaiópolis e será sepultada no Cemitério Municipal nesta quarta-feira. O horário ainda não foi divulgado. Ela deixa três filhos.

    De acordo com a prefeitura, a cidade teve diversas ocorrências por causa do vento. Houve quedas de árvores, destelhamentos e uma empresa de fumo teria ficado destruída após a queda de paredes e teto.

    Outras cidades da região Norte também contabilizam os estragos causados pela passagem do ciclone. Em Joinville, Canoinhas, Corupá, São Francisco do Sul e outros municípios houve ocorrências como quedas de árvores, destelhamentos e queda de energia elétrica.

    > Ventos de 120 km/h superaram previsão do temporal de Joinville

    Recomendações da Defesa Civil

    Tempestades: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade.

    Alagamentos/inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

    ​> Receba notícias de Joinville e da região Norte de SC por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do AN

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas