nsc
    hora_de_sc

    Futebol

    Neymar denuncia racismo após ser expulso na volta ao PSG

    "Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca", publicou Neymar em rede social após o jogo

    13/09/2020 - 18h25 - Atualizada em: 13/09/2020 - 19h06

    Compartilhe

    Luiza
    Por Luiza Morfim
    neymar psg
    Neymar foi expulso após dar tapa em cabeça de jogador do time adversário
    (Foto: )

    No retorno de Neymar à equipe, o Paris Saint-Germain perdeu o clássico para o Olympique de Marselha por 1 a 0, neste domingo (13), pela 2ª rodada do Campeonato Francês.

    > Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    O atacante brasileiro foi expulso no fim da partida por dar um tapa na cabeça de um jogador adversário. Durante o jogo, ele já havia se estranhado com Payet, meio-campista do Olympique.

    Veja o momento em que Neymar dá um tapa na cabeça do jogador adversário:

    Neymar acusou o jogador de racismo antes de agredí-lo. Após o fim da partida, o brasileiro se manifestou nas redes sociais: "Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca", escreveu no Twitter. 

    Ainda na noite deste domingo, o jogador voltou a falar sobre o caso nas redes sociais dizendo que o adversário o chamou de macaco. 

    Os torcedores presentes no Parque dos Príncipes neste domingo – a Ligue 1 permite até 5.000 pessoas por jogo ou 10% da capacidade do estádio – assistiram ao gol do atacante Florian Thauvin, aos 31 minutos de jogo, que decretou a segunda derrota consecutiva dos parisienses na competição.

    > Professor de SC é alvo de ofensas raciais durante transmissão online

    Neymar havia ficado fora da rodada inaugural depois de ter recebido diagnóstico positivo de Covid-19 durante as férias. O PSG caiu para o Lens, também por 1 a 0. A última partida de Neymar com o PSG havia sido a final da Champions League, no último dia 23 de agosto, contra o Bayern de Munique. Os franceses ficaram com o vice-campeonato europeu.

    > Anitta e Neymar jantam juntos em Ibiza e contratam sushi de catarinenses

    Após a decisão da Champions, os jogadores do Paris Saint-Germain ganharam semanas de descanso.

    Neymar viajou a Ibiza, na Espanha, com outros companheiros de time, que também foram infectados. Entre eles, o argentino Di María, outro que reestreou pela equipe neste domingo.

    A partida diante do Olympique também marcou o reencontro do atacante da seleção brasileira com o Campeonato Francês. Sua última apresentação pela liga havia sido em fevereiro, antes de o torneio ser precocemente finalizado pelo governo do país durante a pandemia.

    Das cinco grandes ligas europeias, a francesa foi a única que suspendeu o campeonato. Inglaterra, Espanha, Alemanha e Itália retomaram as disputas e encerraram a temporada 2019/2020 no campo.

    > Céu do domingo em SC tem fumaça das queimadas do Pantanal

    Recentemente, à revista oficial do Paris Saint-Germain, Neymar afirmou que não irá deixar o PSG nesta janela de transferência, segundo ele pela ambição de conquistar a primeira Champions League da história do clube.

    "Fico com a ambição de chegar à final da Liga dos Campeões novamente e, desta vez, ganhá-la. Gosto da ideia de fazer tudo ao meu alcance para colocar meu nome nos livros de história do clube", disse o brasileiro.

    * Com informações de Folhapress

    Leia também:

    Após boicote contra racismo, jogadores na NBA decidem retomar disputa

    Baterista da banda Lagum, Tio Wilson morre após show

    Racismo e machismo envolvendo cervejeiros de SC motivam renúncia de diretores da Abracerva

    Maya Gabeira quebra recorde mundial de ondas gigantes

    Avião faz pouso forçado em rodovia neste sábado

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas